Mercado fechado
  • BOVESPA

    107.865,41
    -1.076,27 (-0,99%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.704,90
    -894,48 (-1,73%)
     
  • PETROLEO CRU

    83,69
    -1,45 (-1,70%)
     
  • OURO

    1.839,30
    +7,50 (+0,41%)
     
  • BTC-USD

    36.505,45
    +1.269,05 (+3,60%)
     
  • CMC Crypto 200

    829,28
    +18,68 (+2,30%)
     
  • S&P500

    4.397,39
    -0,55 (-0,01%)
     
  • DOW JONES

    34.281,91
    +16,54 (+0,05%)
     
  • FTSE

    7.297,15
    -196,98 (-2,63%)
     
  • HANG SENG

    24.656,46
    -309,09 (-1,24%)
     
  • NIKKEI

    27.588,37
    +66,11 (+0,24%)
     
  • NASDAQ

    14.406,25
    -20,25 (-0,14%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2253
    +0,0353 (+0,57%)
     

Fim de uma era: modelos antigos da BlackBerry param de funcionar

·2 min de leitura
Telefones BlackBerry à venda em uma loja em Miami, EUA, em 4 de novembro de 2013 (AFP/JOE RAEDLE)

Saudades dos smartphones com teclado físico? A partir desta terça-feira (4), muitos modelos da BlackBerry que no passado foram indispensáveis vão deixar de funcionar.

A empresa canadense decidiu retirar as novas atualizações de seu sistema operacional, o que significa que a maioria dos dispositivos BlackBerry, sinônimo da cultura digital móvel das últimas décadas e adotados por políticos e executivos, ficarão fora de serviço após este 4 de janeiro.

"A partir desta data, os dispositivos que executam estes serviços e software herdados através de uma operadora ou de conexões Wi-Fi deixarão de funcionar de forma confiável, inclusive para dados, telefonemas, SMS e a funcionalidade 911 (emergência)", informou a empresa em seu site no mês passado.

A manobra "End-of-life" (fim da vida) ou EOL, como a Blackberry a denominou, afeta o sistema operacional BlackBerry 7.1 e suas versões anteriores, o software BlackBerry 10, o BlackBerry PlayBook OS 2.1 e suas versões anteriores.

A empresa informou, no entanto, que os dispositivos que usam o sistema operacional Android da Google, inclusive o BlackBerry KEY2, lançado em 2018 e desenhado pelo Grupo TCL, da China, não seriam afetados pelas mudanças.

A decisão marca o fim de uma era na telefonia móvel, que alcançou seu auge no fim da década de 2000, quando a BlackBerry obteve grande sucesso comercial, especialmente entre profissionais.

O enorme teclado QWERTY para facilitar o envio de e-mails e o design simples e organizado foi bem recebido por líderes empresariais, celebridades, políticos e jornalistas.

Os aparelhos BlackBerry acabaram sendo suplantados por outros smartphones, inicialmente pelo iPhone da Apple, lançado em 2009.

As tentativas de relançar o BlackBerry fracassaram e sua associação com a TCL para o KEY2, o último modelo, não foram renovadas.

Desde 2013, a empresa com sede em Waterloo, Ontário, tem se concentrado no desenvolvimento e na produção de softwares.

dho/abx/mlm/dw/ag/atm/mvv

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos