Mercado fechado
  • BOVESPA

    116.375,25
    -1.185,58 (-1,01%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    45.728,87
    -597,81 (-1,29%)
     
  • PETROLEO CRU

    93,20
    +4,75 (+5,37%)
     
  • OURO

    1.701,80
    -19,00 (-1,10%)
     
  • BTC-USD

    19.586,34
    -342,01 (-1,72%)
     
  • CMC Crypto 200

    445,50
    -9,53 (-2,09%)
     
  • S&P500

    3.639,66
    -104,86 (-2,80%)
     
  • DOW JONES

    29.296,79
    -630,15 (-2,11%)
     
  • FTSE

    6.991,09
    -6,18 (-0,09%)
     
  • HANG SENG

    17.740,05
    -272,10 (-1,51%)
     
  • NIKKEI

    27.116,11
    -195,19 (-0,71%)
     
  • NASDAQ

    11.096,25
    -445,50 (-3,86%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,0768
    -0,0367 (-0,72%)
     

Fim de uma era: Intel irá aposentar as marcas Pentium e Celeron

Fim de uma era: Intel irá aposentar as marcas Pentium e Celeron
Fim de uma era: Intel irá aposentar as marcas Pentium e Celeron
  • Ambas as marcas serão substituídas por um único selo, o Intel Processors

  • O fim da marca Pentium ocorre após quase 30 anos de uso;

  • O primeiro chip Celeron em 1998 foi baseado em um processador Pentium II;

A Intel está decretando o fim de uma era. A empresa anunciou, nesta sexta-feira (16), que está substituindo suas marcas Pentium e Celeron por um único selo, o Intel Processors. A nova linha já estampará os notebooks de 2023 e supostamente facilitará as coisas quando os consumidores quiserem comprar laptops econômicos.

A Intel agora se concentra em suas marcas Core, Evo e vPro para seus principais produtos e usará o Intel Processors no que chama de produtos “essenciais”.

“A Intel está comprometida em impulsionar a inovação para beneficiar os usuários, e nossas famílias de processadores de nível básico têm sido cruciais para elevar o padrão de PC em todas as faixas de preço”, explica Josh Newman , vice-presidente e gerente geral interino de plataformas de clientes móveis da Intel.

“A nova marca do processador Intel simplificará nossas ofertas para que os usuários possam se concentrar em escolher o processador certo para suas necessidades.”

O fim da marca Pentium ocorre após quase 30 anos de uso. Originalmente introduzidos em 1993, os principais chips da linha foram introduzidos pela primeira vez em máquinas desktop de ponta antes de migrar para laptops. A Intel tem usado amplamente sua marca Core para sua linha principal de processadores desde sua introdução em 2006. Desde então a empresa reaproveitou a marca Pentium para processadores de médio porte.

Celeron era a marca da Intel para PCs de baixo custo. Lançados há cerca de cinco anos após o Pentium, os chips da linha sempre ofereceram muito menos desempenho a um custo muito menor para fabricantes de laptops e, por consequência, para os consumidores também. O primeiro chip Celeron em 1998 foi baseado em um processador Pentium II, e os mais recentes processadores Celeron são amplamente usados ​​em Chromebooks e laptops de baixo custo.

A Intel diz que a mudança de marca não afetará as ofertas atuais de produtos da empresa ou seu roteiro e que “continuará a fornecer os mesmos produtos e benefícios nos segmentos”.