Mercado fechará em 4 h 41 min
  • BOVESPA

    112.961,38
    +1.777,43 (+1,60%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    46.379,97
    +2,50 (+0,01%)
     
  • PETROLEO CRU

    62,09
    +0,81 (+1,32%)
     
  • OURO

    1.711,00
    -4,80 (-0,28%)
     
  • BTC-USD

    49.221,95
    -1.796,95 (-3,52%)
     
  • CMC Crypto 200

    986,54
    -0,67 (-0,07%)
     
  • S&P500

    3.793,20
    -26,52 (-0,69%)
     
  • DOW JONES

    31.179,99
    -90,10 (-0,29%)
     
  • FTSE

    6.626,48
    -48,99 (-0,73%)
     
  • HANG SENG

    29.236,79
    -643,63 (-2,15%)
     
  • NIKKEI

    28.930,11
    -628,99 (-2,13%)
     
  • NASDAQ

    12.552,75
    -129,00 (-1,02%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,7708
    -0,0079 (-0,12%)
     

Filha registra falsa aplicação de vacina contra Covid-19 em idosa

Redação Notícias
·2 minuto de leitura

A filha de uma idosa de 87 anos registrou o momento em que um profissional de saúde forjou a aplicação de uma dose da vacina contra a Covid-19. A filmagem foi feita em uma unidade de saúde na Praia Grande, litoral de São Paulo, e o caso está sendo investigado pela Secretaria Municipal de Saúde.

O episódio, segundo ela, ocorreu na unidade "Conviver Caiçara", na sexta-feira (12). Nas imagens, é possível ver o enfermeiro tirando a capa de proteção da agulha, introduzindo a agulha no braço da idosa e, um segundo depois, retirando o objeto.

No vídeo, é possível notar que o profissional não aperta a seringa para aplicar o líquido imunizante. O enfermeiro pergunta, inclusive, se doeu e a idosa comenta que foi rápido demais. A filha, que filmava a aplicação, notou que a dose não foi injetada e avisou o profissional.

"Só que pera aí, não fez", disse ela, em entrevista ao portal G1. A aplicação correta foi feita em seguida, com outra agulha, no outro braço da idosa.

A Prefeitura de Praia Grande afirmou, em nota enviada ao G1, que o caso tratou-se de um "acontecimento não raro na aplicação de substâncias injetáveis". A administração disse que o profissional que aparece nas imagens é um aluno de enfermagem conveniado ao município.

"Na hora de introduzir a vacina, [ele] percebeu que a agulha estava entupida, o que pode acontecer em qualquer procedimento injetável. De imediato, comunicou ao seu professor e profissional responsável, e trocou o material por uma nova seringa e realizou a aplicação em outro local, uma vez que o primeiro braço já havia recebido uma picada", disse a prefeitura, em nota.

A Secretaria de Saúde Pública informou que irá investigar o caso, mas reitera que esse tipo de intercorrência pode acontecer quando se trata de medicamentos injetáveis.