Mercado abrirá em 6 h 19 min
  • BOVESPA

    101.915,45
    -898,58 (-0,87%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.698,72
    -97,58 (-0,20%)
     
  • PETROLEO CRU

    67,88
    +1,70 (+2,57%)
     
  • OURO

    1.780,90
    +4,40 (+0,25%)
     
  • BTC-USD

    57.076,77
    -169,32 (-0,30%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.469,08
    +26,30 (+1,82%)
     
  • S&P500

    4.567,00
    -88,27 (-1,90%)
     
  • DOW JONES

    34.483,72
    -652,22 (-1,86%)
     
  • FTSE

    7.059,45
    -50,50 (-0,71%)
     
  • HANG SENG

    23.805,20
    +329,94 (+1,41%)
     
  • NIKKEI

    27.996,76
    +175,00 (+0,63%)
     
  • NASDAQ

    16.362,75
    +212,25 (+1,31%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3914
    +0,0214 (+0,34%)
     

Fifa adia discussão sobre Copa do Mundo a cada dois anos após forte pressão

·1 min de leitura
Gianni Infantino, presidente da Fifa, em reunião da entidade no dia 20 de outubro de 2021 (Foto: Harold Cunningham - FIFA/FIFA via Getty Images)
Gianni Infantino, presidente da Fifa, em reunião da entidade no dia 20 de outubro de 2021 (Foto: Harold Cunningham - FIFA/FIFA via Getty Images)

A Fifa decidiu, nesta quarta-feira, desacelerar a sua proposta de transformar o intervalo das edições de Copa do Mundo em dois anos, ao contrário do que é feito desde 1930, com quatro anos entre cada disputa da grande competição de Seleções.

O anúncio foi feito em coletiva de imprensa do presidente da Fifa, Gianni Infantino. O executivo anunciou que uma reunião será feita no dia 20 de dezembro deste ano com todas as federações, associações e outras partes interessadas. Anteriormente, o encontro online iria acontecer no dia 30 de setembro.

Leia também:

– No dia 20 de dezembro poderemos ter uma solução de consenso. É claro que tenho minhas opiniões e minha visão, mas eu quero o consenso, o diálogo. É normal a gente dar um passo à frente, depois um passo atrás - disse Gianni Infantino.

Na reunião de dezembro, serão apresentadas propostas para a mudança geral no calendário do futebol a partir de 2024. A Fifa espera apresentar um estudo de viabilidade para os participantes do encontro.

Recentemente, a Fifa, que já enfrenta uma grande oposição em sua proposta, recebeu críticas por parte de Aleksander Ceferin, presidente da Uefa, e de Alejandro Domínguez, presidente da Conmebol. As duas federações poderiam até mesmo se unir para a disputa de uma Nations League entre europeus e sul-americanos.

- As discussões foram acaloradas, mas isso é normal. E tem a ver com o fato de que não estamos acostumados a discutir estes assuntos - falou o presidente da Fifa em coletiva.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos