Mercado fechará em 3 h 52 min
  • BOVESPA

    110.632,92
    +1.739,60 (+1,60%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    42.206,08
    +427,21 (+1,02%)
     
  • PETROLEO CRU

    44,95
    -0,39 (-0,86%)
     
  • OURO

    1.812,50
    +31,60 (+1,77%)
     
  • BTC-USD

    19.404,59
    +4,82 (+0,02%)
     
  • CMC Crypto 200

    381,64
    +1,78 (+0,47%)
     
  • S&P500

    3.669,56
    +47,93 (+1,32%)
     
  • DOW JONES

    30.020,81
    +382,17 (+1,29%)
     
  • FTSE

    6.393,95
    +127,76 (+2,04%)
     
  • HANG SENG

    26.567,68
    +226,19 (+0,86%)
     
  • NIKKEI

    26.787,54
    +353,92 (+1,34%)
     
  • NASDAQ

    12.389,50
    +112,50 (+0,92%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3030
    -0,0582 (-0,91%)
     

Fiat Chrysler e Engie criarão joint venture de mobilidade elétrica

·1 minuto de leitura

MILÃO (Reuters) - A Fiat Chrysler e a Engie EPS, unidade da Engie, planejam formar uma joint venture para impulsionar a mobilidade elétrica, informaram as duas empresas nesta quinta-feira.

A divisão italiana da Fiat Chrysler e a Engie EPS, que também tem sede na Itália, assinaram um memorando de entendimento com o objetivo de criar a joint venture, disseram as companhias em comunicado.

O novo empreendimento oferecerá uma gama completa de produtos e soluções, incluindo infraestrutura residencial, comercial e pública de carregamento de baterias de veículos elétricos, bem como pacotes de energia limpa para clientes de toda a Europa, disseram.

A Fiat Chrysler (FCA) lançou uma versão elétrica de seu veículo 500 e vários modelos híbridos das marcas Fiat, Jeep e Maserati neste ano em uma tentativa de alcançar suas rivais na corrida pela mobilidade elétrica.

Em seu plano de cinco anos até o final de 2022, a FCA se comprometeu a investir 9 bilhões de euros em eletrificação de um total de 45 bilhões de euros, e lançar cerca de 30 modelos totalmente elétricos ou híbridos.

"A joint venture permitirá um compromisso ainda maior de ambas as partes para expandir o escopo da cooperação existente e desenvolver produtos e serviços inovadores para permitir e apoiar uma transição suave para a mobilidade elétrica na Europa", disse o presidente-executivo da FCA, Mike Manley.

Espera-se que as negociações sejam concluídas ainda este ano e a joint venture deve ser criada no primeiro trimestre de 2021.

(Por Giulio Piovaccari)