Mercado abrirá em 2 h 48 min
  • BOVESPA

    125.675,33
    -610,27 (-0,48%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.634,60
    +290,49 (+0,57%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,33
    -0,29 (-0,39%)
     
  • OURO

    1.832,20
    -3,60 (-0,20%)
     
  • BTC-USD

    38.736,45
    -1.599,54 (-3,97%)
     
  • CMC Crypto 200

    920,41
    -9,95 (-1,07%)
     
  • S&P500

    4.419,15
    +18,51 (+0,42%)
     
  • DOW JONES

    35.084,53
    +153,60 (+0,44%)
     
  • FTSE

    7.012,48
    -65,94 (-0,93%)
     
  • HANG SENG

    25.961,03
    -354,29 (-1,35%)
     
  • NIKKEI

    27.283,59
    -498,83 (-1,80%)
     
  • NASDAQ

    14.863,50
    -174,25 (-1,16%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,0417
    +0,0012 (+0,02%)
     

Festival de jazz do Senegal volta após adiamento da pandemia

·1 minuto de leitura
Cantora Awa Ly se apresenta durante festival de jazz de Saint Louis, no Senegal

Por Cooper Inveen

SAINT LOUIS (Reuters) - Em uma pequena ilha onde o Rio Senegal se encontra com o mar, centena de fãs de jazz mascarados ouviam a vocalista franco-senegalesa Awa Ly cantar um blues para tempos incertos.

"Um dia você tocou o céu e desceu", cantou ela. "Use seus sentidos internos e você entenderá, como um sonho de que não consegue lembrar."

No ano passado, a Covid-19 impediu o festival de jazz de Saint Louis pela primeira vez em 29 anos. Neste ano ele voltou, trazendo um sopro de vida mais que necessário à ilha de Saint Louis, um Patrimônio Mundial da Organização para a Educação, a Ciência e a Cultura das Nações Unidas (Unesco) famoso por sua arquitetura colonial e casas de tons pastéis.

Ritmos africanos, funk, gospel e blues podiam ser ouvidos ao longos das ruas estreitas no último final de semana, emanando de restaurantes, bares e hotéis até de manhã cedo.

"Fiquei aliviada, e todos os outros ficaram aliviados também", disse Ly após a apresentação. "Foi uma energia linda, uma vibração linda e um elo lindo entre o palco e o público".

Saint Louis, localizada no norte do Senegal, foi poupada dos piores impactos da Covid-19, mas um declínio no turismo e uma retração econômica deixam os moradores famintos por um ânimo que só seu maior evento anual poderia proporcionar.

Alardeado como o maior festival de jazz da África, ele sofre com a queda de público desde os dias em que contava com atrações principais como o pianista norte-americano Herbie Hancock, que se apresentou ali em 1996.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos