Mercado abrirá em 2 h 30 min
  • BOVESPA

    113.583,01
    +300,34 (+0,27%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.598,53
    +492,82 (+0,96%)
     
  • PETROLEO CRU

    76,24
    +0,79 (+1,05%)
     
  • OURO

    1.739,70
    -12,30 (-0,70%)
     
  • BTC-USD

    41.766,22
    -2.108,07 (-4,80%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.036,58
    -64,94 (-5,90%)
     
  • S&P500

    4.443,11
    -12,37 (-0,28%)
     
  • DOW JONES

    34.869,37
    +71,37 (+0,21%)
     
  • FTSE

    7.022,90
    -40,50 (-0,57%)
     
  • HANG SENG

    24.500,39
    +291,61 (+1,20%)
     
  • NIKKEI

    30.183,96
    -56,10 (-0,19%)
     
  • NASDAQ

    14.945,00
    -249,75 (-1,64%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2841
    -0,0227 (-0,36%)
     

Festa de aniversário de Obama gera críticas de republicanos

·2 minuto de leitura
(Arquivo) Barack e Michelle Obama

Apesar de pretender celebrar seus 60 anos respeitando as regras sanitárias, o ex-presidente americano Barack Obama é alvo de críticas de republicanos, no momento em que o país enfrenta um aumento do número de casos da variante delta do novo coronavírus.

A festa de Obama, nascido em 4 de agosto, acontecerá no fim de semana, na ilha exclusiva de Martha's Vineyard, e respeitará as normas do Centros para a Prevenção e Controle de Doenças (CDC), principal agência de saúde pública dos Estados Unidos, segundo fontes anônimas citadas pela imprensa local.

Os convidados devem ter sido vacinados e apresentar teste negativo de Covid. O evento será ao ar livre e em vários pontos haverá um "coordenador Covid", cuja função não foi explicada.

Martha's Vineyard, que fica no estado de Massachusetts, apresentava nesta segunda-feira um nível moderado de transmissão do vírus, segundo o CDC, o que não requer novas recomendações sanitárias.

O congressista republicano Jim Jordan ironizou no Twitter que, "se fosse a festa de aniversário do presidente Trump", denunciariam um "evento perigoso superpropagador" do vírus e concluiriam que os organizadores da festa "matam pessoas".

"Há exceção para as festas das quais participam celebridades liberais endinheiradas?", questionou a líder do Partido Republicano, Ronna McDaniel. "Os democratas exigirão que Obama peça a seus convidados que usem máscara?", perguntou Lance Gooden, outro congressista republicano.

A porta-voz da Casa Branca, Jen Psaki, comentou hoje a festa. "O ex-presidente apoia a vacinação e certamente respeita os conselhos dos especialistas em saúde pública e os aplica", afirmou. O atual presidente americano, Joe Biden, não deve comparecer ao evento.

Durante o mandato do republicano Donald Trump, foram realizados eventos com público sem a exigência de máscara, na Casa Branca ou em atos de campanha eleitoral, no momento em que a pandemia era mais severa e a vacinação ainda não havia começado.

vgr/led/gm/dga/lb

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos