Mercado fechado
  • BOVESPA

    112.611,65
    +1.322,47 (+1,19%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.466,02
    -571,03 (-1,12%)
     
  • PETROLEO CRU

    87,31
    +0,70 (+0,81%)
     
  • OURO

    1.795,20
    +2,10 (+0,12%)
     
  • BTC-USD

    37.227,12
    +231,17 (+0,62%)
     
  • CMC Crypto 200

    813,93
    -5,57 (-0,68%)
     
  • S&P500

    4.326,51
    -23,42 (-0,54%)
     
  • DOW JONES

    34.160,78
    -7,31 (-0,02%)
     
  • FTSE

    7.554,31
    +84,53 (+1,13%)
     
  • HANG SENG

    23.807,00
    -482,90 (-1,99%)
     
  • NIKKEI

    26.536,09
    +365,79 (+1,40%)
     
  • NASDAQ

    14.103,25
    +116,50 (+0,83%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,0236
    -0,0004 (-0,01%)
     

Ferrari vai ingressar no mercado de NFTs

·2 min de leitura
Ferrari
Ferrari

O mercado de criptomoedas teve um grande destaque durante esse ano de 2021: os tokens não fungíveis (NFTs).

Muitas pessoas ainda se questionam sobre o motivo pelo qual os NFTs podem ter um grande valor agregado a eles. A razão é que quando você compra um desses tokens você garante o seu direito de uso sobre eles, sendo o único proprietário.

Apesar de muitas pessoas terem acesso aos NFTs, podendo vê-los, se você não tem uma marca digital que prove que não é de sua propriedade, o seu acesso se torna limitado. Por exemplo, imagine o famoso quadro da Monalisa. As pessoas podem ir até ao Museu do Louvre, apreciar o retrato ao vivo e tirar fotos, porém, aquele quadro não pertence a nenhuma dessas pessoas, então o acesso à obra de arte se limita a isso para os visitantes. O mesmo acontece com os NFTs.

Tivemos diversos destes tokens sendo vendidos por valores milionários ao longo do ano e esse nicho dentro das criptomoedas já demonstrou um grande potencial, até mesmo pelo fato de várias empresas gigantes terem entrado nesse mundo ou demonstrado algum interesse em participar.

Dentre elas, podemos citar de exemplo a Adidas e a Nike, que entraram no setor de metaverso também.

Ferrari

Outra gigante que se pronunciou recentemente que está interessada nos ramos dos tokens não fungíveis é a Ferrari.

A intenção da empresa é criar produtos digitais para os seus fãs e, para isso, assinou um acordo com a empresa suíça de tecnologias Velas para ser possível a concretização da elaboração de tais produtos, já que estamos falando de uma companhia com experiência na confecção de produtos e serviços virtuais e é bastante reconhecida no setor de blockchain e NFT. O contrato está fechado para ter duração de alguns anos.

Vale ressaltar que a Vela será um grande patrocinador da F1 esporte e foi anunciado no site da Ferrari de que se trata de um parceiro Premium da empresa.

“A Scuderia Ferrari tem o prazer de anunciar que, a partir da próxima temporada, poderá contar com um novo Parceiro Premium – a Velas Network AG. Bem-vindo a bordo!”

Além disso, Mattia Binotto, gerente geral e chefe de equipe da Ferrari, pronunciou de forma entusiasmada sobre a nova parceria.

“É com grande satisfação que iniciamos esta colaboração com a Velas Network AG, uma empresa que faz da inovação e do desempenho a marca de produtos e serviços tecnologicamente avançados: são todos valores que nos unem e que nos levaram a escolher a Velas como um dos nossos Parceiros Premium.”

Temos mais uma grande empresa ingressando no ramo de NFTs ainda em 2021 e a expectativa é que esse mercado movimente quantias milionárias ainda maiores em 2022.

Fonte: Livecoins

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos