Mercado fechará em 4 h 38 min
  • BOVESPA

    111.433,86
    -2.360,42 (-2,07%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.753,06
    -439,27 (-0,84%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,69
    -0,92 (-1,27%)
     
  • OURO

    1.751,60
    -5,10 (-0,29%)
     
  • BTC-USD

    47.523,27
    -204,89 (-0,43%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.207,87
    -17,66 (-1,44%)
     
  • S&P500

    4.447,41
    -26,34 (-0,59%)
     
  • DOW JONES

    34.620,65
    -130,67 (-0,38%)
     
  • FTSE

    6.956,70
    -70,78 (-1,01%)
     
  • HANG SENG

    24.920,76
    +252,91 (+1,03%)
     
  • NIKKEI

    30.500,05
    +176,71 (+0,58%)
     
  • NASDAQ

    15.530,00
    +12,25 (+0,08%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2341
    +0,0493 (+0,80%)
     

Ferramenta de classificação do Carrefour induz consumidor ao erro, diz associação

·1 minuto de leitura
Cropped shot of young woman carrying a shopping basket, standing along the product aisle, grocery shopping for daily necessities in supermarket
No site da supermercado, a empresa afirma que a funcionalidade traduz a tabela nutricional e ajuda o consumidor a gastar menos e comer melhor (Getty Image)
  • Plataforma cria classificações para produtos comercializados pela empresa

  • No entanto, discrepância entre preços e notas para produtos similares pode gerar confusão

  • Associação apresentou provas contra a funcionalidade em ação movida pela SENACOM

Um litro de óleo pode ser mais calórico dependendo do rótulo e do tamanho da embalagem? De acordo com o NutriEscolha, ferramenta de classificação de alimentos do Carrefour, sim. Apesar de ser praticamente uma commodity, com características semelhantes em todas as marcas o produto recebe diferentes classificações distintas na funcionalidade do aplicativo.

Leia também:

Por acreditar que o sistema induz o consumidor ao erro, a Associação Brasileira da Indústria de Alimentos (ABIA) apresentou uma série de provas ao processo movido pela Secretaria Nacional do Consumidor (SENACON).

De acordo com a associação, produtos da cesta básica, entre eles macarrão, arroz e leite, sugeridos como os mais equilibrados, custam mais, com variação que pode chegar a 168%.

"É evidente o fato de que o NutriEscolha gera confusão para os consumidores, com prejuízos claros à sua livre e mais bem informada escolha, assim como à sua saúde e segurança alimentar. Nossa equipe testou o aplicativo em diversos produtos e percebemos que a propaganda de comer melhor pagando menos não se confirmou em várias ocasiões", afirma o presidente executivo da ABIA, João Dornellas.

O recurso está disponível no aplicativo de compras do Carrefour. No site da supermercado, a empresa afirma que a funcionalidade traduz a tabela nutricional e ajuda o consumidor a gastar menos e comer melhor.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos