Mercado fechado

Fenatran retorna após três anos e exibe caminhões menos poluentes

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A Fenatran, principal feira do setor de transporte de cargas, retorna após um intervalo de três anos. A edição 2021 foi cancelada devido à pandemia de Covid-19.

O evento, que começa nesta segunda (7) no São Paulo Expo (zona sul de São Paulo), será o primeiro grande encontro entre as fabricantes de caminhões e os maiores transportadores do país após Luiz Inácio Lula da Silva (PT) ser novamente eleito presidente do Brasil.

Embora parte desse empresariado tenha demonstrado apoio ao presidente Jair Bolsonaro (PL), a expectativa dos organizadores é de que questões políticas não interfiram nos negócios. É esperado um faturamento de R$ 9 bilhões, o que representaria crescimento de 5,9% em relação a 2019.

"Tivemos muita demanda, fechamos os espaços com antecedência. As feiras de negócios estão voltando com tudo", diz Ana Paula Pinto, gerente da Fenatran. A expectativa é receber 65 mil visitantes no evento, que termina no sábado (11).

Tradicionalmente, representantes da Presidência da República e do governo de São Paulo comparecem à cerimônia de abertura, mas a presença de Jair Bolsonaro não está confirmada. O presidente também esteve ausente da edição 2019.

"A autoridade que estiver na cerimônia será prestigiada e terá seu espaço para fala. Estamos convidando e, independentemente de quem comparecer, receberemos muito bem", afirma a gerente da feira.

Além do transporte rodoviário, os serviços de entregas urbanas estarão no foco de expositores. A Ford vai mostrar novas versões do furgão Transit -incluindo a opção elétrica, que começa a ser testada por potenciais clientes. O modelo é produzido na Turquia e será vendido no Brasil, mas ainda não há data para o início da comercialização.

Versões movidas a diesel do utilitário da marca americana vão receber também o câmbio automático de 10 marchas, uma demanda antiga de empresários do setor de entregas.

Mas os grandes destaques da Fenatran são os caminhões a diesel de grande porte, que chegam ao evento embalados pelas boas vendas nos últimos anos. Segundo dados da Fenabrave (associação que representa os distribuidores de veículos), os segmentos de modelos pesados e semipesados representam cerca de 80% dos emplacamentos no acumulado de 2022 (janeiro a outubro).

Os estandes estarão repletos de modelos adequados ao padrão Euro 6 de controle de poluentes e de gás carbônico, adotado na Europa em 2016. A norma é a oitava fase do Proconve (Programa de Controle da Poluição do Ar por Veículos Automotores).

"O diesel será a matriz energética por muitos anos, não tem como falar em soluções usando apenas a eletrificação", diz Marcelo Gallao, diretor de negócios da Scania. A montadora apresenta sua nova geração de motores, que promete uma redução de até 8% no consumo. Há também as opções movidas a GNV (gás natural veicular) ou biometano.

A Volkswagen Caminhões e Ônibus fala em diminuição de 5% no gasto de combustível. O Meteor, maior modelo produzido pela marca, estará exposto com mudanças na cabine, que recebe o novo painel digital de 10 polegadas. A potência do motor MAN de 13 litros chega a 530 cv.

A montadora apresentará ainda a evolução do caminhão 100% elétrico e-Delivery, voltado para o uso nos centros urbanos. Houve leves alterações no desenho e aumento de 10% na capacidade de carga.

As sistemistas FPT, do grupo Iveco, e ZF também exibirão suas tecnologias voltadas à eletrificação. São eixos, geradores e baterias que podem ser adaptados a modelos antes equipados com motores a combustão.

Fenatran 2022

Local: São Paulo Expo - Endereço: Rodovia dos Imigrantes, Km 1,5 - Água Funda

Dias e Horários

07 de novembro: 17h às 21h

08 a 11 de novembro: 12h às 21h

Estacionamento

Carros: R$ 60

Motos: R$ 35

Transporte gratuito

Haverá serviço de transporte gratuito na saída da estação Jabaquara do Metrô (Linha Azul). Os ônibus disponibilizados terão como destino o São Paulo Expo. Na segunda (7), os ônibus circularão a partir das 14h, finalizando as viagens às 22h. De terça a sábado, a circulação será de 11h às 22h.