Mercado fechado

Felipe Neto sobre dividir lista da Time com Bolsonaro: “Pior presidente do mundo”

Lucas Pasin
·3 minutos de leitura
Felipe Neto e Jair Bolsonaro (Foto: Reprodução/Instagram/TV Globo)
Felipe Neto e Jair Bolsonaro (Foto: Reprodução/Instagram/TV Globo)

O Brasil teve seus representantes na lista das 100 pessoas mais influentes do mundo segundo a revista americana 'Time'. O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e o youtuber Felipe Neto marcaram presença na lista de 2020, que foi divulgada nesta quarta-feira (23).

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 minuto e receba todos os seus e-mails em um só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Instagram, Facebook e Twitter

Após a notícia, Felipe Neto conversou com exclusividade com o Yahoo! e, sempre mostrando oposição ao presidente, falou como se sentiu ao dividir a mesma lista com ele. Para o youtuber, Bolsonaro é o "pior presidente do mundo" e a prova de que a "influência pode ser negativa" nas pessoas.

Leia também

“O Bolsonaro estar na lista serve como lembrança de que influência não é, necessariamente, uma coisa positiva. A influência pode ser utilizada para o bem, mas também pode ser amplamente utilizada para mentir, distorcer dados, manipular e jogar em função dos próprios interesses”, opinou Felipe Neto.

Ele completa: “Bolsonaro está sendo o pior presidente do mundo em relação ao combate à pandemia e ao enfrentamento das crises ambientais, então ele estar na lista prova o poder da influência negativa.”

Felipe ressalta que leva muito a sério seu ‘poder de influência’ e ainda destaca: “Tudo isso reforça meu sentimento de responsabilidade. Levo muito a sério o fato de ser ouvido por milhões de pessoas e tento evoluir todos os dias para estar apto a essa posição.”

Os mais influentes da revista ‘Time’

A revista ‘Time’ reúne, desde 2004, os nomes considerados os mais influentes do mundo, independente da influência ter sido positiva ou negativa. O nome de Bolsonaro, por exemplo, figura na categoria “Líderes” e seu perfil informa números negativos de seu mandato.

Entre eles estão os 137 mil mortos pelo coronavírus no Brasil, a "pior recessão em 40 anos" e os "mais de 29 mil incêndios na floresta amazônica apenas em agosto".

Bolsonaro foi citado ao lado de nomes como dos presidentes dos Estados Unidos, Donald Trump, e da China, Xi Jinping, a chanceler alemã, Angela Merkel, e o candidato democrata à Casa Branca, Joe Biden.

Felipe Neto se tornou o 11º nome brasileiro em uma das listas elaboradas pela revista. Além dele e Jair Bolsonaro, Dilma Rousseff foi citada em 2011 e 2012, o ex-presidente Lula, em 2004 e 2010. Nomes como Jorge P. Lemann, Joaquim Barbosa, Neymar, Gabriel Medina, Graça Foster também apareceram em outras edições.