Mercado fechado
  • BOVESPA

    121.113,93
    +412,93 (+0,34%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.726,98
    +212,88 (+0,44%)
     
  • PETROLEO CRU

    63,07
    -0,39 (-0,61%)
     
  • OURO

    1.777,30
    +10,50 (+0,59%)
     
  • BTC-USD

    55.183,79
    -5.862,44 (-9,60%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.398,97
    +7,26 (+0,52%)
     
  • S&P500

    4.185,47
    +15,05 (+0,36%)
     
  • DOW JONES

    34.200,67
    +164,67 (+0,48%)
     
  • FTSE

    7.019,53
    +36,03 (+0,52%)
     
  • HANG SENG

    28.969,71
    +176,61 (+0,61%)
     
  • NIKKEI

    29.683,37
    +40,67 (+0,14%)
     
  • NASDAQ

    14.024,00
    +10,00 (+0,07%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,6943
    -0,0268 (-0,40%)
     

Felipe Melo diz que Luan não é maldoso, destaca força defensiva e cita hino

LANCE!/NOSSO PALESTRA
·1 minuto de leitura


Após a vitória na primeira parte da final da Copa do Brasil, o volante Felipe Melo preferiu citar a força defensiva do clube após perder Luan no segundo tempo e relembrou a expulsão contra o próprio Grêmio na Libertadores de 2019. O capitão enalteceu a entrega do time e o bom desempenho da defesa que, mesmo com um a menos em campo, foi fundamental para conquistar a vitória.

– Há de ressaltar a entrega da equipe, já aconteceu algumas vezes comigo, inclusive neste campo aqui. Na Libertadores [em 2019] quando fui expulso, achei injusta a expulsão, e todos correram por mim. Hoje, independente de qualquer coisa, temos de ressaltar o espírito de luta e união – destacou o camisa 30.

Melo afirmou que o zagueiro Luan não é maldoso, mas que esse tipo de lance (cotovelada) acontece no futebol. O jogador afirmou que o elenco está empenhado para entrar na história do clube, reiterou a união dos companheiros dentro de campo e até fez questão de citar parte do hino do clube para valorizar o setor defensivo.

– Corremos pelo Luan, nosso amigo, nosso companheiro, que está todo dia nesta luta para continuar fazendo história. Ele não é maldoso e são coisas do futebol. Mostramos nossa união e o poder de ser aguerrido. Hoje mostramos o que fala o início do hino do Palmeiras: defesa que ninguém passa. Todos que entraram deram conta do recado – reforçou.

Antes do jogo de volta da final da Copa do Brasil, o próximo compromisso do Palmeiras será na próxima quarta-feira (3), no clássico contra o Corinthians, na estreia do clube no Paulistão.