Mercado abrirá em 4 h 48 min
  • BOVESPA

    119.371,48
    -690,52 (-0,58%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.092,31
    +224,69 (+0,46%)
     
  • PETROLEO CRU

    61,79
    +0,36 (+0,59%)
     
  • OURO

    1.783,10
    +1,10 (+0,06%)
     
  • BTC-USD

    48.067,11
    -6.230,41 (-11,47%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.078,28
    -164,77 (-13,26%)
     
  • S&P500

    4.134,98
    -38,44 (-0,92%)
     
  • DOW JONES

    33.815,90
    -321,41 (-0,94%)
     
  • FTSE

    6.929,79
    -8,45 (-0,12%)
     
  • HANG SENG

    29.059,55
    +304,21 (+1,06%)
     
  • NIKKEI

    29.020,63
    -167,54 (-0,57%)
     
  • NASDAQ

    13.779,25
    +29,00 (+0,21%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,5540
    +0,0124 (+0,19%)
     

Feijoada clandestina com mais de 200 pessoas é encerrada em Manaus

Colaboradores Yahoo Notícias
·1 minuto de leitura
Festa clandestina com mais de 200 pessoas é encerrada em Manaus

Agentes públicos encerraram uma festa clandestina realizada no último sábado (13), em Manaus. O evento, que infringiu as medidas de restrição necessárias para impedir a propagação do coronavírus, reuniu mais de 200 pessoas e serviu buffet de feijoada e música ao vivo.

Leia também:

A Central Integrada de Fiscalização (CIF) recebeu uma denúncia anônima e direcionou uma equipe ao local da festa, que acontecia no pátio de uma loja de carros.

Segundo informações da Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM) publicadas pelo portal G1, havia muitos carros estacionados nas redondezas e som alto, o que chamou a atenção da vizinhança.

Agentes da CIF que fiscalizavam bares no centro da capital do Amazonas se deslocaram imediatamente para atender a denúncia.

O responsável pelo estabelecimento foi detido e levado para a Delegacia-Geral da Polícia Civil, onde funciona uma central de flagrante.

De acordo com a SSP-AM, por infringir determinação do poder público destinada a impedir propagação de doença contagiosa. O procedimento policial será encaminhado à Justiça, que deve estipular pagamento de multa ou prestação de serviços comunitários.

Em um ano de pandemia, o Amazonas registra 331.172 casos da doença e 11.516 mortes provocadas pela Covid-19.