Mercado fechado
  • BOVESPA

    114.647,99
    +1.462,52 (+1,29%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    52.798,38
    +658,14 (+1,26%)
     
  • PETROLEO CRU

    82,66
    +1,35 (+1,66%)
     
  • OURO

    1.768,10
    -29,80 (-1,66%)
     
  • BTC-USD

    60.829,26
    +1.542,69 (+2,60%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.464,06
    +57,32 (+4,07%)
     
  • S&P500

    4.471,37
    +33,11 (+0,75%)
     
  • DOW JONES

    35.294,76
    +382,20 (+1,09%)
     
  • FTSE

    7.234,03
    +26,32 (+0,37%)
     
  • HANG SENG

    25.330,96
    +368,37 (+1,48%)
     
  • NIKKEI

    29.068,63
    +517,70 (+1,81%)
     
  • NASDAQ

    15.144,25
    +107,00 (+0,71%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3297
    -0,0741 (-1,16%)
     

Federação alemã diz ser contra a realização da Copa do Mundo a cada dois anos

·2 minuto de leitura


As discussões sobre a realização da Copa do Mundo a cada dois anos ganharam mais um capítulo nesta sexta-feira. Em nota, a Federação Alemã de Futebol (DFB) afirmou ser contra a ideia e disse que está em apoio à Uefa, que já prometeu boicotar a competição caso seja realizada desta forma.


+ Veja a tabela das Eliminatórias Europeias para a Copa do Mundo de 2022

- A DFB apoia totalmente a posição da Uefa de que uma decisão sobre um assunto tão importante não pode ser tomada sem o consentimento das federações europeias e do futebol europeu - disse a DFB em nota.

- A DFB considera incompreensível que a alta direção da Fifa, contrariando todos os princípios da Boa Governança, opte por apresentar a proposta às "lendas da Fifa" e divulgar a notícia da reunião para a mídia, em vez de consultar primeiro os membros de seu próprio Conselho - completou.


+ Haaland na frente de Messi e CR7! Veja o número de gols de craques do futebol mundial aos 21 anos

Recentemente, em entrevista ao jornal "L'Équipe", Arsèwe Wenger, chefe de desenvolvimento global de futebol da Fifa, defendeu o Mundial de forma bienal e disse que a ideia era revolucionar o calendário de seleções. Neste modelo, os jogos seriam realizados apenas em março e outubro, mas no mês inteiro.

De acordo com a DFB, "o desgaste físico e mental dos jogadores da seleção nacional seria imenso e levaria a um risco significativamente maior de lesões" caso o novo calendário da Fifa seja aprovado.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos