Mercado fechará em 1 h 42 min
  • BOVESPA

    109.282,91
    +180,91 (+0,17%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.740,29
    -768,06 (-1,46%)
     
  • PETROLEO CRU

    84,88
    -0,67 (-0,78%)
     
  • OURO

    1.834,00
    -8,60 (-0,47%)
     
  • BTC-USD

    38.513,80
    -4.710,70 (-10,90%)
     
  • CMC Crypto 200

    905,74
    +663,06 (+273,22%)
     
  • S&P500

    4.449,02
    -33,71 (-0,75%)
     
  • DOW JONES

    34.589,85
    -125,54 (-0,36%)
     
  • FTSE

    7.494,13
    -90,88 (-1,20%)
     
  • HANG SENG

    24.965,55
    +13,20 (+0,05%)
     
  • NIKKEI

    27.522,26
    -250,67 (-0,90%)
     
  • NASDAQ

    14.727,00
    -114,00 (-0,77%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1540
    +0,0239 (+0,39%)
     

Fed relata sinais de moderação nos preços nos EUA

·1 min de leitura
Inflação nos Estados Unidos (AFP/Erin CONROY)

O comércio americano começou a ver os preços caírem ou se estabilizarem no final de 2021, informou o Federal Reserve (Fed, banco central americano) nesta quarta-feira (12), um sinal de esperança de que a espiral inflacionária nos Estados Unidos possa diminuir.

Por outro lado, o relatório sobre as atuais condições econômicas dos Estados Unidos, conhecido como Livro Bege, que cobre o período entre final de novembro até os primeiros dias de 2022, indica que a variante ômicron do coronavírus afetou os negócios no país.

Embora a maioria das regiões do Fed tenha recebido relatórios de aumentos "sólidos" de preços por parte das empresas, o documento também observa que muitos comerciantes "perceberam que os aumentos de preços diminuíram um pouco".

O relatório é publicado no mesmo dia em que o Departamento do Trabalho divulgou seu índice de preços ao consumidor, marcado por uma inflação de 7% em 2021, a maior em 12 meses desde junho de 1982 no país.

O aumento de preços foi causado por vários fatores, como distúrbios nas cadeias de suprimentos, escassez de mão de obra ou componentes como semicondutores, que afetam a oferta em um contexto de demanda robusta.

O Fed poderia aumentar suas taxas de juros de referência - atualmente próximas de zero - já em março, e repetir a ação várias vezes em 2022 para combater a inflação e normalizar sua política monetária.

cs/dw/mr/dl/am

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos