Mercado fechado
  • BOVESPA

    121.800,79
    -3.874,21 (-3,08%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.868,32
    -766,28 (-1,48%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,81
    -0,14 (-0,19%)
     
  • OURO

    1.812,50
    -0,10 (-0,01%)
     
  • BTC-USD

    41.221,02
    -411,30 (-0,99%)
     
  • CMC Crypto 200

    955,03
    +5,13 (+0,54%)
     
  • S&P500

    4.395,26
    -23,89 (-0,54%)
     
  • DOW JONES

    34.935,47
    -149,03 (-0,42%)
     
  • FTSE

    7.032,30
    -46,12 (-0,65%)
     
  • HANG SENG

    25.961,03
    -354,27 (-1,35%)
     
  • NIKKEI

    27.283,59
    -498,81 (-1,80%)
     
  • NASDAQ

    14.966,50
    +10,75 (+0,07%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1855
    +0,1450 (+2,40%)
     

Febraban responde sobre golpes e garante que apps bancários são seguros

·2 minuto de leitura

Um golpe em que criminosos roubam celulares para invadir contas bancárias por meio dos apps instalados despertou a atenção da Federação Brasileira de Bancos (Febraban). Em um comunicado, o grupo afirmou que os aplicativos bancários disponíveis atualmente são seguros, mas alguns descuidos por parte dos usuários facilitam a ação dos grupos especializados nesse tipo de ação.

Segundo a Febraban, a maioria dos furtos ocorre em vias públicas e com pessoas cujo aparelho está em uso. “Dessa forma, os criminosos têm acesso ao celular já desbloqueado e, a partir daí, realizam pesquisas no aparelho buscando por senhas eventualmente armazenadas pelos próprios usuários em aplicativos e sites”, explica a federação.

Com a obtenção desses dados, os criminosos conseguem acessar contas bancárias, sites de compras, serviços de internet e outros locais que contêm dados pessoais. Para se proteger desse tipo de ação, é preciso seguir algumas recomendações simples:

  • Nunca usar recursos que lembram automaticamente de senhas em navegadores e sites;

  • Não compartilhe ou anote senhas de acesso em documentos de texto, e-mails, mensagens de comunicadores ou outros locais que são armazenados no celular;

  • Use no seu banco uma senha diferente daquelas utilizadas para acessar outros aplicativos, sites e serviços;

  • Memorize suas senhas e não as mantenha anotadas em nenhum lugar.

A Febraban também aconselha que todos que tiverem seus aparelhos roubados devem notificar imediatamente seus bancos para exigir o bloqueio do app e da senha de acesso. Também é recomendado requisitar o bloqueio imediato da linha telefônica associada e registrar um boletim de ocorrência.

O golpe ao qual a entidade faz referência foi relatado pela Folha de S. Paulo no dia 15 de junho e chama a atenção pela capacidade dos criminosos de, supostamente, quebrar barreiras de segurança que vão da senha de acesso até soluções de biometria. A situação já despertou a atenção do Procon-SP, que emitiu um comunicado a dez bancos e três associações do setor financeiro exigindo explicações sobre os sistemas de proteção presentes em seus apps.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos