Mercado abrirá em 6 h 19 min
  • BOVESPA

    119.646,40
    -989,99 (-0,82%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    45.125,71
    -369,70 (-0,81%)
     
  • PETROLEO CRU

    53,28
    +0,04 (+0,08%)
     
  • OURO

    1.873,60
    +7,10 (+0,38%)
     
  • BTC-USD

    34.412,14
    -250,48 (-0,72%)
     
  • CMC Crypto 200

    681,03
    -19,58 (-2,79%)
     
  • S&P500

    3.851,85
    +52,94 (+1,39%)
     
  • DOW JONES

    31.188,38
    +257,86 (+0,83%)
     
  • FTSE

    6.740,39
    +27,44 (+0,41%)
     
  • HANG SENG

    30.056,26
    +413,98 (+1,40%)
     
  • NIKKEI

    28.739,02
    +105,56 (+0,37%)
     
  • NASDAQ

    13.384,00
    +89,75 (+0,68%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4177
    -0,0809 (-1,24%)
     

FBI pede ajuda nas redes sociais para identificar invasores do Capitólio dos EUA

Ramon de Souza
·2 minuto de leitura

O Departamento Federal de Investigação (Federal Bureau of Investigation, ou simplesmente FBI, como é mais conhecido) decidiu recorrer à melhor ferramenta possível para identificar os protestantes que invadiram, de forma violenta, o Capitólio dos Estados Unidos na última quarta-feira (6). Na ocasião, diversos cidadãos adentraram na sede legislativa do país para protestar contra a certificação do democrata Joe Biden como novo presidente.

“O FBI está tentando identificar indivíduos que instigaram a violência em Washington, D.C. Estamos aceitando dicas e mídias digitais retratando distúrbios ou violência dentro e ao redor do Capitólio dos EUA no dia 6 de janeiro”, escreveu a agência em seu perfil oficial no Twitter, compartilhando diversas fotos que possam ajudar na identificação. Também foi fornecido um link para um formulário para colaborações.

Adicionalmente, a entidade está ofertando uma recompensa de US$ 50 mil (cerca de R$ 270 mil) para quem auxiliar na identificação de um indivíduo em específico, acusado de plantar bombas caseiras nas redondezas do prédio durante os protestos. Segundo o próprio FBI, no total, já foram recebidas mais de 17 mil colaborações desde a publicação das postagens, o que prova que os internautas estão dispostos a ajudar as autoridades.

“Não tenha dúvidas: com nossos parceiros, nós vamos responsabilizar aqueles que participaram do recente cerco ao Capitólio”, prometeu Christopher Wray, diretor do FBI. A invasão culminou na morte de cinco pessoas (sendo um oficial da polícia local) e dezenas já foram presas por supostas participações no ato.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: