Mercado fechado
  • BOVESPA

    116.375,25
    -1.185,58 (-1,01%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    45.728,87
    -597,81 (-1,29%)
     
  • PETROLEO CRU

    93,20
    +4,75 (+5,37%)
     
  • OURO

    1.701,80
    -19,00 (-1,10%)
     
  • BTC-USD

    19.561,16
    -354,29 (-1,78%)
     
  • CMC Crypto 200

    445,50
    -9,53 (-2,09%)
     
  • S&P500

    3.639,66
    -104,86 (-2,80%)
     
  • DOW JONES

    29.296,79
    -630,15 (-2,11%)
     
  • FTSE

    6.991,09
    -6,18 (-0,09%)
     
  • HANG SENG

    17.740,05
    -272,10 (-1,51%)
     
  • NIKKEI

    27.116,11
    -195,19 (-0,71%)
     
  • NASDAQ

    11.096,25
    -445,50 (-3,86%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,0768
    -0,0367 (-0,72%)
     

Farmácia Popular: confira a lista de remédios atingidos pelos cortes no programa

A verba para a distribuição de remédios gratuitos caiu de R$ 2,04 bilhões para R$ 805 milhões (Getty Image)
A verba para a distribuição de remédios gratuitos caiu de R$ 2,04 bilhões para R$ 805 milhões (Getty Image)
  • O governo anunciou um corte de 60% de recursos do Farmácia Popular

  • 13 tipos diferentes de princípios ativos de remédios serão afetados

  • Poderão sair do programa remédios para diabetes, hipertensão e asma

Pessoas de baixa renda que precisam tomar remédios terão problemas em manter o tratamento em 2023. O governo anunciou um corte de 60% de recursos do orçamento do programa Farmácia Popular.

Se a medida for confirmada, a população terá dificuldade em conseguir 13 tipos diferentes de princípios ativos de remédios utilizados para tratamento de diabetes, hipertensão e asma

As doenças tratadas pelos medicamentos são as que mais acometem a população brasileira, conforme dados do Ministério da Saúde.

Telma Salles, presidente da Associação Brasileira das Indústrias de Medicamentos Genéricos e Biossimilares (PróGenéricos), foi a responsável por divulgar a informação. De acordo com ela, até mesmo o acesso de fraldas geriátricas poderá ser afetado.

A PróGenéricos é responsável por representar 16 empresas farmacêuticas. Juntas, elas representam, aproximadamente, 90% do mercado de genéricos e 50% do mercado de biossimilares no Brasil.

Uma previsão enviada pelo governo federal ao Congresso Nacional aponta que a verba para a distribuição de remédios gratuitos caiu de R$ 2,04 bilhões no orçamento deste ano para R$ 805 milhões no projeto elaborado para 2023.

Depois do impacto negativo na campanha eleitoral, Jair Bolsonaro teria pedido para equipes do governo no Ministério da Economia reverem o corte, de acordo com o G1.

Confira a lista de insumos e medicamentos afetados

  • Asma: brometo de ipratrópio, dipropionato de beclometsona, sulfato de salbutamol

  • Diabetes: cloridrato de metformina, glibenclamida, insulina humana, insulina humana regular

  • Hipertensão: atenolol, captopril, cloridrato de propranolol, hidroclorotiazida, losartana potássica,hipertensão maleato de enalapril

  • Anticoncepção: acetato de medroxiprogesterona, noretisterona, valerato de estradiol + enantato de noretisterona

  • Osteoporose: alendronato de sódio

  • Rinite: budesonida

  • Doença de parkinson: carbidopa + levodopa e cloridrato de benserazida + levodopa

  • Glaucoma: maleato de timolol

  • Colesterol: sinvastatina

  • Fraldas geriátricas