Mercado abrirá em 5 h 18 min
  • BOVESPA

    120.705,91
    +995,88 (+0,83%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.829,31
    +80,90 (+0,17%)
     
  • PETROLEO CRU

    63,77
    -0,05 (-0,08%)
     
  • OURO

    1.833,10
    +9,10 (+0,50%)
     
  • BTC-USD

    50.127,48
    -711,27 (-1,40%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.382,37
    -5,53 (-0,40%)
     
  • S&P500

    4.112,50
    +49,46 (+1,22%)
     
  • DOW JONES

    34.021,45
    +433,79 (+1,29%)
     
  • FTSE

    7.001,78
    +38,45 (+0,55%)
     
  • HANG SENG

    28.025,90
    +307,23 (+1,11%)
     
  • NIKKEI

    28.084,47
    +636,46 (+2,32%)
     
  • NASDAQ

    13.176,00
    +75,75 (+0,58%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4254
    +0,0129 (+0,20%)
     

Farinha de larvas: UE aprova primeiro produto derivado de insetos para consumo humano

Eduardo Sorrentino
·1 minuto de leitura
Farinha de larvas: UE aprova primeiro produto derivado de insetos para consumo humano
Farinha de larvas: UE aprova primeiro produto derivado de insetos para consumo humano

A União Europeia aprovou o primeiro alimento derivado de insetos para o consumo humano. A farinha é feita usando larvas de um escaravelho, que é da família dos besouros, e é considerada uma fonte alternativa de proteína.

A farinha de larvas faz parte da iniciativa “Do Prado ao Prato”, que identifica alimentos comestíveis com base no estudo de insetos. Esses produtos são ricos em proteínas e minerais e, segundo o órgão, podem ajudar a prevenir deficiências de nutrientes.

Além da farinha de larvas, outros onze pedidos de comercialização de alimentos feitos à base de insetos foram apresentados à União Europeia.

A tecnologia do aproveitamento de fontes alternativas para a produção de alimentos é cada vez mais importante no combate à fome no mundo.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!