Mercado abrirá em 8 h 54 min
  • BOVESPA

    106.419,53
    -2.295,02 (-2,11%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    52.206,59
    +372,79 (+0,72%)
     
  • PETROLEO CRU

    84,15
    -0,50 (-0,59%)
     
  • OURO

    1.790,10
    -3,30 (-0,18%)
     
  • BTC-USD

    60.536,73
    -2.182,20 (-3,48%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.469,43
    -35,73 (-2,37%)
     
  • S&P500

    4.574,79
    +8,31 (+0,18%)
     
  • DOW JONES

    35.756,88
    +15,73 (+0,04%)
     
  • FTSE

    7.277,62
    +54,80 (+0,76%)
     
  • HANG SENG

    25.580,99
    -457,28 (-1,76%)
     
  • NIKKEI

    28.946,61
    -159,40 (-0,55%)
     
  • NASDAQ

    15.531,25
    -13,75 (-0,09%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4568
    +0,0027 (+0,04%)
     

“Faraó dos Bitcoins” faturava R$ 2 bilhões por hora, aponta investigação

·2 minuto de leitura
Sua esposa teria movimentado mais de R$ 1 bilhão em criptomoedas. Foto: Reprodução/Internet.
Sua esposa teria movimentado mais de R$ 1 bilhão em criptomoedas. Foto: Reprodução/Internet.
  • Informação foi dada a partir de ligação interceptada pela Polícia Federal;

  • Durante uma vistoria na cela de Glaidson, a polícia encontrou carne e celulares no local;

  • Suspeito está numa cela em Bangu 1, presídio de segurança máxima no Complexo de Gericinó.

Glaidson Acácio dos Santos, conhecido como Faraó dos Bitcoins, recebia R$ 2 bilhões por hora na conta, de acordo com uma ligação interceptada pela Polícia Federal (PF) dias antes da Operação Kryptos, que resultou na prisão do suposto golpista. As informações são do site Tecmundo.

O ex-consultor da GAS Consultoria de Bitcoin, Michael de Souza Magno, se dizia tranquilo com relação à possibilidade de um bloqueio judicial. 

“Hoje não, risco nenhum, em conta nenhuma. Eles olham e não tem dinheiro”, afirmou Magno. A estratégia do esquema, segundo a gravação, era esvaziar a conta de dez em dez minutos e transformar o saldo em criptomoedas.

Leia também:

Na última quinta-feira (23), a PF indiciou Glaidson e mais 21 pessoas suspeitas de participarem da organização criminosa e praticarem crimes contra o sistema financeiro na compra de moedas digitais. Além disso, a Justiça deferiu um pedido de bloqueio de R$ 38 bilhões de quatro contas da empresa e de outros investigados.

Antes de Bangu 1, 'Faraó' tinha picanha, linguiça e celulares em cela 

Nesta terça-feira (28), durante uma vistoria na cela de Glaidson Acácio dos Santos, conhecido como 'Faraó dos Bitcoins', a polícia encontrou picanha, linguiça e celulares. Ele deve foi transferido, junto com o suspeito Tunay Pereira Lima, para a penitenciária de segurança máxima Laércio da Costa Pellegrino (Bangu 1) até que sejam concluídas as apurações da Corregedoria.

Glaidson já está numa cela individual em Bangu 1, presídio de segurança máxima no Complexo de Gericinó. Com ele, na mesma unidade, estão sete chefes do tráfico da principal facção criminosa do estado do Rio. O ex-garçom foi transferido na tarde de terça-feira, dia 28, depois que a Corregedoria da Secretaria de Administração Penitenciária (Seap) encontrou quatro celulares, picanha e linguiça na galeria onde ele se encontrava, na Cadeia Pública Joaquim Ferreira de Souza, também em Gericinó.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos