Mercado fechado
  • BOVESPA

    110.275,79
    -3.307,22 (-2,91%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.933,79
    -664,74 (-1,29%)
     
  • PETROLEO CRU

    74,75
    -0,70 (-0,93%)
     
  • OURO

    1.732,80
    -19,20 (-1,10%)
     
  • BTC-USD

    41.856,76
    -947,75 (-2,21%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.028,65
    -28,50 (-2,70%)
     
  • S&P500

    4.352,63
    -90,48 (-2,04%)
     
  • DOW JONES

    34.299,99
    -569,38 (-1,63%)
     
  • FTSE

    7.028,10
    -35,30 (-0,50%)
     
  • HANG SENG

    24.500,39
    +291,61 (+1,20%)
     
  • NIKKEI

    30.183,96
    -56,10 (-0,19%)
     
  • NASDAQ

    14.766,75
    -428,00 (-2,82%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3391
    +0,0323 (+0,51%)
     

Famoso cantor de Hong Kong tem acusações de corrupção retiradas

·2 minuto de leitura
Anthony Wong Yiu-ming, um cantor local de Cantopop e ativista LGTBQ, foi preso pela Comissão Independente Contra a Corrupção de Hong Kong (ICAC)

Um tribunal de Hong Kong aceitou nesta quinta-feira (5) retirar a acusação contra um famoso cantor da cidade que havia sido indiciado por corrupção por ter cantado em uma manifestação organizada por um candidato pró-democracia.

Anthony Wong Yiu-ming, uma das figuras do movimento LGBT de Hong Kong, foi detido em 2 de agosto pela Comissão Independente de Combate à Corrupção (ICAC, na sigla em inglês), subordinada à autoridade Executiva deste território semiautônomo.

Este órgão de controle declarou que Wong e o ex-deputado Au Nok Hin foram acusados de cometer atos de corrupção por proporem "animações para encorajar o voto no candidato".

Os fatos remontam a 3 de março de 2018, durante um comício de Au Nok Hin organizado como parte de sua campanha para as eleições legislativas.

Nesta quinta, durante a audiência em um tribunal da cidade, a Promotoria concordou em retirar as acusações contra Wong y Au, sob os termos da "Common Law", o antigo sistema britânico em vigor em Hong Kong, em troca da promessa de bom comportamento durante um período determinado.

Wong e Au foram colocados em prisão domiciliar por um período de 18 meses e terão de pagar 2.000 dólares hongkoneses (algo em torno de US$ 250).

Durante a audiência, os promotores disseram que não tinham provas de que Wong foi pago para se apresentar, ou de que Au pediu seu apoio.

Enquanto o cantor foi solto sem antecedentes penais, o ex-deputado voltou à prisão, onde cumpre atualmente uma pena de 10 meses por ter participado dos protestos pró-democracia.

Os casos acontecem em um momento em que este território do sudeste da China passa por um reforço do controle por parte do poder central chinês, dois anos após as manifestações em massa organizadas pelo movimento popular pró-democracia em 2019.

A Comissão Anticorrupção desempenha um papel cada vez mais importante na perseguição dos ativistas pró-democracia no território. Na semana passada, entrou com um processo por corrupção contra o dissidente Benny Tai e contra outras duas pessoas, em razão de anúncios pró-democracia publicados há cinco anos em jornais.

Wong, de 59 anos, é uma das poucas estrelas de Hong Kong a criticar Pequim e a apoiar o movimento pró-democracia.

A China está reforçando sua influência em Hong Kong por meio da aplicação de uma drástica Lei de Segurança Nacional e como parte de uma campanha para eliminar qualquer comportamento que considere antipatriótico.

Ex-parlamentar, Au, de 34 anos, é uma das dezenas de personalidades pró-democracia atualmente detidas no âmbito da Lei de Segurança. Esta legislação foi imposta por Pequim a Hong Kong no ano passado para erradicar todos os dissidentes na ex-colônia britânica.

A maioria das figuras do movimento pró-democracia, incluindo alguns dos principais ativistas LGBT, foi presa, fugiu para o exterior, ou não tem permissão para se candidatar às eleições.

yan/jta/jfx/juf/mba/msr/mb

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos