Mercado fechará em 3 h 23 min
  • BOVESPA

    113.448,17
    +2.264,22 (+2,04%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    46.587,54
    +210,07 (+0,45%)
     
  • PETROLEO CRU

    64,07
    +2,79 (+4,55%)
     
  • OURO

    1.715,80
    0,00 (0,00%)
     
  • BTC-USD

    49.851,85
    -953,54 (-1,88%)
     
  • CMC Crypto 200

    999,74
    +12,53 (+1,27%)
     
  • S&P500

    3.832,27
    +12,55 (+0,33%)
     
  • DOW JONES

    31.391,29
    +121,20 (+0,39%)
     
  • FTSE

    6.652,56
    -22,91 (-0,34%)
     
  • HANG SENG

    29.236,79
    -643,63 (-2,15%)
     
  • NIKKEI

    28.930,11
    -628,99 (-2,13%)
     
  • NASDAQ

    12.709,25
    +27,50 (+0,22%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,6969
    -0,0818 (-1,21%)
     

Famosa rua londrina de comércio mira futuro sombrio pós-lockdown

Deirdre Hipwell
·2 minuto de leitura

(Bloomberg) -- Pelo menos um quinto da Oxford Street, a principal rua comercial de Londres, será “fechada com tábuas sem esperança de recuperação” com o fim do último lockdown, de acordo com um grupo influente de lobby.

O New West End Company, que representa centenas de empresas na região, diz que 57 das 264 lojas na Oxford Street já estão definitivamente fechadas. À medida que os danos à economia do Reino Unido aumentam, mais de 50.000 empregos serão perdidos na área de West End até março, se não forem tomadas medidas em breve, disse o grupo.

O West End foi atingido economicamente de forma mais grave pela Covid-19 do que qualquer outra parte do país, disse Peter Rogers, presidente do grupo, em carta ao Chanceler do Tesouro do Reino Unido Rishi Sunak. A receita das empresas no distrito cairá mais de 80% para menos de 2 bilhões de libras (US$ 2,8 bilhões) nos 12 meses a partir de março de 2020 em relação ao mesmo período do ano anterior.

“O ecossistema globalmente único do West End está começando a entrar em colapso”, disse ele.

Restrições às viagens de turistas e relutância do consumidor em viajar para locais movimentados afetaram fortemente Londres, colocando pressão sobre varejistas e proprietários. Embora alguns fechamentos de lojas sejam resultado de planos de renovação de longo prazo, há temores crescentes de que, sem uma ação coletiva, a Oxford Street perca seu atrativo junto a compradores.

Na carta, Rogers pediu que o governo revise a decisão de impedir que turistas recuperem o imposto sobre o valor agregado e forneça financiamento direcionado a projetos para impulsionar a economia de Londres, entre outros pedidos.

“Deixado apenas para as forças do mercado, o West End se recuperará, mas não por muitos anos e não antes que danos irreparáveis tenham sido causados à reputação global da Grã-Bretanha”, disse Rogers.

For more articles like this, please visit us at bloomberg.com

Subscribe now to stay ahead with the most trusted business news source.

©2021 Bloomberg L.P.