Mercado abrirá em 4 h 37 min
  • BOVESPA

    125.675,33
    -610,27 (-0,48%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.634,60
    +290,49 (+0,57%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,41
    -0,21 (-0,29%)
     
  • OURO

    1.832,80
    -3,00 (-0,16%)
     
  • BTC-USD

    39.749,90
    -83,42 (-0,21%)
     
  • CMC Crypto 200

    944,85
    +14,49 (+1,56%)
     
  • S&P500

    4.419,15
    +18,51 (+0,42%)
     
  • DOW JONES

    35.084,53
    +153,60 (+0,44%)
     
  • FTSE

    7.021,03
    -57,39 (-0,81%)
     
  • HANG SENG

    25.935,58
    -379,74 (-1,44%)
     
  • NIKKEI

    27.283,59
    -498,83 (-1,80%)
     
  • NASDAQ

    14.854,50
    -183,25 (-1,22%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,0237
    -0,0168 (-0,28%)
     

Família em Minas Gerais leva susto com conta de água de R$ 52 mil

·1 minuto de leitura
Elderly spouses sitting on couch at home planning budget check bills cheques, computer, documents and calculator on coffee table, close up cropped concept image, couple manage family expenses concept
Elderly spouses sitting on couch at home planning budget check bills cheques, computer, documents and calculator on coffee table, close up cropped concept image, couple manage family expenses concept

Uma família de Betim, na região metropolitana de Belo Horizonte, levou um susto daqueles ao receber uma conta de água de mais de R$ 52 mil. Eles agora temem que o fornecimento seja cortado já que não têm o valor para quitar o débito.

Leia também:

Segundo o repositor João Clemente, morador do imóvel, as contas enviadas pela Companhia de Saneamento de Minas Gerais anteriormente vinham com valores irrisórios - uma delas com uma cobrança menor que R$ 20. Mas de maio até agora já foram três cobranças bem salgadas: uma de R$ 8.700, outra de R$ 500 e a última de R$ 52.035,48.

"Nós assustamos demais, nunca teve um valor desse antes, sempre veio baixo. A gente acha que pode ser por causa da transferência de titularidade e tivemos que quitar débitos dos moradores anteriores. Passou um tempo e começou a subir o valor", falou Clemente ao R7.

Clemente disse já entrou em contato com a Copasa, mas a empresa alegou que o valor "estaria correto e o consumo de água na residência estaria normal". O repositor nega que os cinco moradores tenham consumido tanta água.

A Copasa informou que todas as providências para solucionar essa situação foram tomadas e que o responsável pelo imóvel foi orientado a verificar possíveis vazamentos no encanamento. Ainda segundo a empresa, foi aberta uma ordem de serviço para verificar a operação do hidrômetro.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos