Mercado abrirá em 2 h 24 min
  • BOVESPA

    113.512,38
    +480,38 (+0,42%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.801,68
    +163,28 (+0,34%)
     
  • PETROLEO CRU

    87,35
    +0,82 (+0,95%)
     
  • OURO

    1.787,20
    -2,50 (-0,14%)
     
  • BTC-USD

    23.783,36
    -294,46 (-1,22%)
     
  • CMC Crypto 200

    566,83
    -5,08 (-0,89%)
     
  • S&P500

    4.305,20
    +8,06 (+0,19%)
     
  • DOW JONES

    34.152,01
    +239,61 (+0,71%)
     
  • FTSE

    7.508,22
    -27,84 (-0,37%)
     
  • HANG SENG

    19.922,45
    +91,93 (+0,46%)
     
  • NIKKEI

    29.222,77
    +353,86 (+1,23%)
     
  • NASDAQ

    13.546,75
    -111,50 (-0,82%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,2347
    +0,0029 (+0,06%)
     

Família de Beto Carrero desiste de vender parque, cotado a R$ 1 bilhão

Beto Carrero World
Beto Carrero World

RESUMO DA NOTÍCIA

  • Empresas como Madero, Cacau Show e os fundos americanos Advent e HIG Capital tinham interesse em adquirir o parque.

  • Se as negociações vingassem, essa seria a primeira investida das nacionais Madero e Cacau Show no setor de entretenimento; oferta deles, aceita, tinha sido de R$ 1,1 bilhão.

A família herdeira do parque Beto Carrero desistiu de vender o complexo de entretenimento, pelo qual haviam feito ofertas os fundos americanos Advent e HIG Capital e as nacionais Cacau Show e Madero, as quais haviam tido a proposta aceita.

SIGA O YAHOO FINANÇAS NO INSTAGRAM

As negociações com a Cacau Show e a rede de restaurantes Madero tiveram início em novembro de 2018 e foram encerradas há cerca de duas semanas, com a desistência da família – que essa semana, em nota, negou ter travado conversas relativas ao negócio. A informação foi revelada pelo jornal O Estado de S.Paulo.

Leia também

Já os fundos haviam proposto comprar o complexo por cerca de R$ 1 bilhão. O Madero havia começado na disputa sozinho, mas se aliou à Cacau Show e quase fechou contrato por R$ 1,1 bilhão, segundo fontes próximas às conversas revelaram ao jornal.

Se as negociações vingassem, essa seria a primeira investida do Madero e da Cacau Show no setor de entretenimento. A ideia do Madero era colocar seus restaurantes e lanchonetes para dentro do parque.

O fundador da rede de restaurante, Junior Durski, quer levar sua empresa à Bolsa, e o parque encorparia o negócio. Já Alexandre Costa, fundador da Cacau Show, pensava em desenvolver projeto semelhante ao Hershey’s Chocolate World, um parque nos Estados Unidos.

Procurados pelo jornal, nem Madero, Cacau Show, HIG e Advent quiseram comentar o assunto.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos