Mercado fechará em 6 h 26 min

Família encontra professor que estava desaparecido há dois dias no Rio

Gisele Barros
·1 minuto de leitura

RIO — Após dois dias de buscas, Bruno de Lima Alves, de 32 anos, foi encontrado na tarde desta segunda-feira, em Niterói, na Região Metropolitana do Rio. Morador de São Gonçalo, o professor estava desaparecido desde sábado, quando avisou para a mãe que faria um passeio de bicicleta pelo Rio e não retornou para casa.

— Ele está bem. Estava circulando a informação de que estaria em Cabo Frio, na Região dos Lagos. Quando estávamos nos preparando para ir para lá, recebemos a notícia de que ele foi visto nas Barcas, aqui em Niterói, onde deixou a bicicleta. Seguraram ele lá até que nos encontrássemos — conta Mônica Alves, mãe de Bruno, aliviada.

Segundo a família, o professor estava enfrentando um quadro depressivo, o que pode ter motivado o desaparecimento.

No domingo, a família descobriu que a bicicleta do rapaz foi deixada no bicicletário da estação Praça Arariboia, em Niterói, às 10h do dia 12, o que indicava que ele não pedalou pelo Rio. O professor fez uma recarga em um cartão RioCard no Centro do Rio também na manhã de sábado. Um rastreamento mostrou o Centro com a última localização do celular do rapaz, registrada às 16h.

Bruno é graduado na Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj) e cursa mestrado na Universidade Federal Fluminense (UFF). O caso foi registrado na 73ª DP (São Gonçalo).