Mercado abrirá em 9 h 44 min
  • BOVESPA

    116.464,06
    -915,94 (-0,78%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    45.053,56
    -72,94 (-0,16%)
     
  • PETROLEO CRU

    52,71
    +0,10 (+0,19%)
     
  • OURO

    1.844,50
    -6,40 (-0,35%)
     
  • BTC-USD

    32.192,38
    -166,34 (-0,51%)
     
  • CMC Crypto 200

    648,53
    +1,21 (+0,19%)
     
  • S&P500

    3.849,62
    -5,74 (-0,15%)
     
  • DOW JONES

    30.937,04
    -22,96 (-0,07%)
     
  • FTSE

    6.654,01
    +15,16 (+0,23%)
     
  • HANG SENG

    29.431,17
    +39,91 (+0,14%)
     
  • NIKKEI

    28.631,29
    +85,09 (+0,30%)
     
  • NASDAQ

    13.546,00
    +60,50 (+0,45%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,5114
    +0,0006 (+0,01%)
     

Faltou a Ford dizer a verdade, querem subsídios, diz Bolsonaro sobre saída de montadora do Brasil

RICARDO DELLA COLETTA
·1 minuto de leitura

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) afirmou nesta terça-feira (12) que faltou à Ford "dizer a verdade" sobre o que motivou sua saída do Brasil e afirmou que a empresa queria a continuidade de benefícios fiscais no país. "Mas o que a Ford quer? Faltou à Ford dizer a verdade, querem subsídios. Vocês querem que continue dando R$ 20 bilhões para eles como fizeram nos últimos anos --dinheiro de vocês, impostos de vocês-- para fabricar carros aqui?", declarou o presidente, na saída do Palácio da Alvorada. As declarações do mandatário foram publicadas numa rede social de Tercio Arnaud, assessor da presidência. A montadora americana anunciou nesta segunda (11) que vai encerrar todas as atividades fabris no Brasil neste ano. A Ford já havia encerrado a produção na fábrica de São Bernardo do Campo (ABC), que foi vendida para a Construtora São José. Agora, a empresa confirma a interrupção imediata das atividades em Camaçari (BA), onde produz os modelos Ka e EcoSport. Na conversa com apoiadores nesta terça, Bolsonaro também criticou a imprensa e afirmou que, num ambiente de negócios, empresas que não têm lucro encerram suas atividades. "Há três anos a Ford anunciou que não ia mais produzir carro de passeio nos EUA. E falta de ambiente de negócios, na verdade eles [Ford] tiveram subsídios nossos ao longos dos últimos anos de R$ 20 bilhões. Queriam renovar subsídios para fazer carro para vender", disse. "Agora tem a concorrência também, chinesa, entre outros, então [a Ford] saiu porque num ambiente de negócios quando não tem lucro, você fecha. Assim é na vida em casa nossa. Perder emprego, tem uma pessoa ajudando ele, vai demitir aquela pessoa. A Ford é mesma coisa, lamento os 5.000 empregos perdidos", concluiu.