Mercado abrirá em 1 h 49 min
  • BOVESPA

    110.334,83
    +299,66 (+0,27%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    44.784,58
    +191,67 (+0,43%)
     
  • PETROLEO CRU

    60,65
    +0,01 (+0,02%)
     
  • OURO

    1.725,80
    +2,80 (+0,16%)
     
  • BTC-USD

    48.758,71
    +1.547,18 (+3,28%)
     
  • CMC Crypto 200

    980,61
    -6,04 (-0,61%)
     
  • S&P500

    3.901,82
    +90,67 (+2,38%)
     
  • DOW JONES

    31.535,51
    +603,14 (+1,95%)
     
  • FTSE

    6.626,80
    +38,27 (+0,58%)
     
  • HANG SENG

    29.095,86
    -356,71 (-1,21%)
     
  • NIKKEI

    29.408,17
    -255,33 (-0,86%)
     
  • NASDAQ

    13.225,50
    -54,25 (-0,41%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,7839
    -0,0117 (-0,17%)
     

Faltam profissionais negros em setor de crédito na Europa

Kelsey Butler e Rachel McGovern
·2 minuto de leitura

(Bloomberg) -- Profissionais negros representam uma ínfima parcela da equipe de credores de empréstimos diretos da Europa, mesmo em um setor de crédito dominado por homens brancos.

Um relatório da empresa de recrutamento de executivos Waterman Stern, de Londres, revelou que, no setor de crédito mais amplo, apenas 0,6% dos mais de 5,7 mil profissionais eram negros.

Esses números, coletados em uma pesquisa com 420 equipes de crédito, são flagrantes mesmo para os desanimadores dados de diversidade do setor financeiro em Londres, onde a maioria das empresas está sediada. Cerca de 2,7% das funções no setor financeiro e de seguros são desempenhadas por negros, de acordo com uma pesquisa de 2020 do Escritório Nacional de Estatísticas.

Sarah Bittar, responsável por operações da Waterman Stern e autora do relatório, disse que impressiona o fato de que as empresas não considerem a diversidade. O estudo incluiu segmentos como dívidas em reestruturação, CLO (derivativos de crédito), finanças alavancadas, trabalho de consultoria em reestruturação, bem como empréstimos diretos.

A pesquisa também evidenciou a tarefa enfrentada pelo setor de crédito privado da Europa para melhorar a diversidade de gênero.

As mulheres representam cerca de 14% dos cargos de crédito na região e 7,9% dos profissionais seniores nas diferentes estratégias da indústria, de acordo com o relatório da Waterman Stern. Em comparação, as mulheres respondiam por cerca de 17% dos funcionários aprovados pela Autoridade de Conduta Financeira do Reino Unido para desempenhar funções de investimento em serviços financeiros, de acordo com relatório de 2019 do regulador.

Alguns fundos de crédito têm encarregado gestores para melhorar o desempenho em diversidade e inclusão, disse Bittar.

A Waterman Stern é uma empresa de recrutamento de executivos que trabalha em todos os mercados, incluindo privados, abertos e de crédito estruturado, dívida distressed, situações especiais e gestão de CLOs.

For more articles like this, please visit us at bloomberg.com

Subscribe now to stay ahead with the most trusted business news source.

©2021 Bloomberg L.P.