Mercado fechado
  • BOVESPA

    111.439,37
    -2.354,91 (-2,07%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.307,71
    -884,62 (-1,69%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,96
    -0,65 (-0,90%)
     
  • OURO

    1.753,90
    -2,80 (-0,16%)
     
  • BTC-USD

    47.114,88
    -692,36 (-1,45%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.193,48
    -32,05 (-2,62%)
     
  • S&P500

    4.432,99
    -40,76 (-0,91%)
     
  • DOW JONES

    34.584,88
    -166,44 (-0,48%)
     
  • FTSE

    6.963,64
    -63,84 (-0,91%)
     
  • HANG SENG

    24.920,76
    +252,91 (+1,03%)
     
  • NIKKEI

    30.500,05
    +176,71 (+0,58%)
     
  • NASDAQ

    15.530,00
    +12,25 (+0,08%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1994
    +0,0146 (+0,24%)
     

Falta de componentes para PlayStation 5 e Xbox Series deve durar até 2023

·3 minuto de leitura
Falta de componentes para PlayStation 5 e Xbox Series deve durar até 2023
Falta de componentes para PlayStation 5 e Xbox Series deve durar até 2023

Desde que foram lançados em novembro de 2020, o Playstation 5 (PS5) e o Xbox Series X/S estão com bastante dificuldade para serem encontrados em diversos mercados no mundo. E a tendência é que o estoque dos consoles de nova geração continue em falta até 2023, de acordo com um relatório do conglomerado multinacional japonês Toshiba para a Bloomberg.

A verdade é que a Microsoft e a Sony estão entre um punhado de empresas ainda afetadas pela escassez de materiais necessários para a produção de semicondutores, que durará pelo menos mais um ano. “O fornecimento de chips continuará muito restrito até pelo menos setembro de 2022”, disse Takeshi Kamebuchi, diretor encarregado de semicondutores da Toshiba. “Em alguns casos, alguns clientes poderão não ser totalmente atendidos até 2023”.

Com apenas 4 meses de mercado, PS5 é o console que vendeu mais rápido na história dos EUA
Falta de componentes para PlayStation deve durar até 2023. Imagem: Sony/Divulgação

Ainda conforme a Bloomberg, a empresa planeja investir ¥ 60 bilhões (quase R$ 3 bilhões) para apoiar a produção de semicondutores nos próximos três anos. A Toshiba também considera a construção de outra fábrica para suprir a demanda em escala global.

Kamebuchi ainda reconheceu que “os fabricantes de consoles de videogame estão entre os clientes que fazem as maiores demandas dos componentes”.

“Para que nenhuma empresa corra risco de perder o negócio, consideramos qual cliente enfrenta a situação mais grave, como o risco de toda a linha de produção ser interrompida ou o negócio ser destruído sem o fornecimento de chips. Os fabricantes de consoles de videogame estão entre os clientes que fazem as maiores demandas e eu, sinceramente, lamento por sua frustração, pois nenhum deles está 100% satisfeito”.

Takeshi Kamebuchi, diretor encarregado de semicondutores da Toshiba

A Toshiba é reconhecida como uma das maiores produtoras mundiais de chips regulares de energia – utilizados em vários produtos, desde eletrodomésticos a até mesmo automóveis. A falta de componentes no mundo todo é, ampliada brutalmente por conta da pandemia de Covid-19, é considerada “o principal vilão” que tem dificultando a produção de diversos dispositivos eletrônicos atualmente.

Imagem mostra os dois consoles de videogame da Microsoft, o Xbox Series E e o Xbox Series X, um ao lado do outro, acompanhados de seus respectivos controles.
Xbox Series X/S devem sofrer com falta de componentes até 2023. Imagem: ALDECA studio/Shutterstock

No início deste ano, Microsoft, Google e Apple formaram um grupo de lobby com o objetivo de promover a fabricação de semicondutores nos Estados Unidos (EUA) na tentativa de resolver a escassez. Outras empresas envolvidas incluem Amazon Web Services, Intel Corp, Hewlett Packard e mais.

Como a falta de componentes afeta diretamente o PS5 e os Xbox Series?

Tanto o PS5 quanto os dois modelos do Xbox Series que utilizam reguladores de energia acabam ficando reféns da disponibilidade do componente. Apesar da possibilidade de procurar outros fornecedores, há diversas certificações de segurança que são exigidas para os chips semicondutores – o que faz com que a Microsoft e a Sony dependam de fornecedores que já possuem toda a regulamentação, como é o caso da Toshiba.

O conglomerado japonês também acredita que há diversos tipos de produtos eletrônicos a frente dos consoles que necessitam dos reguladores de energia – por isso a previsão de regularização para 2023.

No Brasil, o Xbox Series S é encontrado com mais facilidade no mercado, enquanto o PS5 costuma ter estoques semanais no varejo e no ecommerce visando suprir a demanda. O Series X, no entanto, é um dos console next gen mais difíceis de serem encontrados para venda.

Leia mais:

Fonte: gamesindustry.biz

Já assistiu aos nossos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos