Mercado fechará em 6 h 31 min
  • BOVESPA

    117.592,96
    +395,14 (+0,34%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    45.845,83
    -200,77 (-0,44%)
     
  • PETROLEO CRU

    87,42
    -0,34 (-0,39%)
     
  • OURO

    1.721,30
    +0,50 (+0,03%)
     
  • BTC-USD

    20.094,97
    +173,18 (+0,87%)
     
  • CMC Crypto 200

    457,25
    -1,16 (-0,25%)
     
  • S&P500

    3.783,28
    -7,65 (-0,20%)
     
  • DOW JONES

    30.273,87
    -42,43 (-0,14%)
     
  • FTSE

    6.981,46
    -71,16 (-1,01%)
     
  • HANG SENG

    18.012,15
    -75,82 (-0,42%)
     
  • NIKKEI

    27.311,30
    +190,80 (+0,70%)
     
  • NASDAQ

    11.594,75
    -29,00 (-0,25%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,1306
    -0,0056 (-0,11%)
     

Falta de chips atingirá produção da Toyota em outubro

TÓQUIO (Reuters) - A Toyota disse nesta quinta-feira que planeja produzir cerca de 800 mil veículos no mundo em outubro, cerca de 100 mil abaixo de seu plano de produção mensal média, devido à escassez de semicondutores.

A montadora japonesa disse no mês passado que pretendia produzir cerca de 900 mil veículos por mês, em média, de setembro a novembro. Agora, espera produzir cerca de 850 mil veículos por mês, em média, de outubro a dezembro.

De acordo com seu plano de produção de outubro, a Toyota suspenderá atividade de 10 linhas de produção em sete fábricas no Japão por até 12 dias.

A montadora produziu 627.452 veículos em todo o mundo em outubro passado, quando a pandemia interrompeu o fornecimento de peças no Sudeste Asiático.

A redução na produção prevista para outubro pode ser vista como um sinal preocupante de que a baixa oferta de chips continuará a atingindo a produção da maior montadora de automóveis do mundo em vendas no segundo semestre do ano fiscal que se encerra em março.

Apesar disso, a Toyota não ajustou sua meta de produção global de veículos para o ano fiscal atual, mantendo previsão de recorde de 9,7 milhões de unidades.

A rival Honda disse nesta quinta-feira que reduzirá a produção de carros em até 40% em duas fábricas japonesas no início de outubro devido a problemas contínuos na cadeia de suprimentos e logística, incluindo a escassez de chips.

(Por Satoshi Sugiyama)