Mercado fechado

#Verificamos: É falso que estabilidade em percentual de votos na eleição em São Paulo é indício de fraude

Agência Lupa
·2 minuto de leitura
É falso que estabilidade em percentual de votos na eleição em São Paulo é indício de fraude - Foto: Reprodução
É falso que estabilidade em percentual de votos na eleição em São Paulo é indício de fraude - Foto: Reprodução

por JULIANA ALMIRANTE

Circula pelas redes sociais uma publicação que associa a estabilidade em percentual na totalização de votos na eleição à prefeitura de São Paulo ontem (15) com uma suposta fraude. A publicação compara o resultado com 0,39% das urnas totalizadas e 37,77%, que registraram percentuais semelhantes nas apurações de cada um dos candidatos Bruno Covas (PSDB), Guilherme Boulos (PSOL), Márcio França (PSB) e Celso Russomano (Republicanos). Por meio do ​projeto de verificação de notícias​, usuários do Facebook solicitaram que esse material fosse analisado. Confira a seguir o trabalho de verificação da Lupa:

É falso que estabilidade em percentual de votos na eleição em São Paulo é indício de fraude - Foto: Reprodução
É falso que estabilidade em percentual de votos na eleição em São Paulo é indício de fraude - Foto: Reprodução

“ALGO ERRADO NÃO ESTÁ CERTO!

DE 24 MIL VOTOS, 5 HORAS DE PARALIZAÇÃO SE QUALQUER EXPLICAÇÃO, PRA 2 MILHÕES E 400 MIL VOTOS APURADOS E AS PORCENTAGENS NÃO MUDARAM?

#FraudeEleitoral #fraudemia #fraudenasurnas #Eleicoes2020 #eleicoessp #EleicoesVergonhosaDeSãoPaulo

#ArrumaIssoBarroso

#BarrosoVegonhaNacional

#PaulistasVamosParaRua”

FALSO

Texto em publicação no Facebook que tinha 790 compartilhamentos até 19h30 de hoje (16).

A informação analisada pela Lupa é falsa. Não há indícios de que a estabilidade no percentual de votos de candidatos seja um sinal de fraude. De acordo com o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), “indica apenas homogeneidade nos votos recebidos durante a totalização”.

Segundo o Tribunal, à medida em que os boletins de urna são recebidos pelo sistema de totalização, eles são consolidados e têm os resultados preliminares imediatamente divulgados.

O TSE também afirma que os resultados da totalização das eleições são completamente transparentes e podem ser verificados por qualquer pessoa

“Cada urna eletrônica emite um Boletim de Urna (BU), que é impresso ao final da votação e pode ser comparados com os dados dos boletins recebidos pelo TSE. A partir desses boletins de urna, qualquer cidadão pode verificar a totalização feita pelo Tribunal”, diz o comunicado. Os dados relativos ao Boletim de Urna estarão disponíveis a partir de quarta-feira (18), no site de Resultados do TSE.

Sobre o atraso na divulgação dos resultados, o Tribunal informou ontem que ocorreu devido à uma falha em processadores de um computador usado no processo de totalização.

Nota: ‌esta‌ ‌reportagem‌ ‌faz‌ ‌parte‌ ‌do‌ ‌‌projeto‌ ‌de‌ ‌verificação‌ ‌de‌ ‌notícias‌‌ ‌no‌ ‌Facebook.‌ ‌Dúvidas‌ sobre‌ ‌o‌ ‌projeto?‌ ‌Entre‌ ‌em‌ ‌contato‌ ‌direto‌ ‌com‌ ‌o‌ ‌‌Facebook‌.

Editado por: Chico Marés