Mercado abrirá em 2 h 27 min

Falha no sistema deixa Curiosity imóvel em Marte

Daniele Cavalcante

A NASA anunciou nesta semana que o rover Curiosity sofreu uma falha no sistema que o deixou sem informações sobre sua posição em Marte e, portanto, não se sabe sua localização exata na superfície do planeta. Para evitar acidentes, a agência espacial “congelou” o robô até que seu sistema de localização se recupere.

O Curiosity está em Marte há mais de sete anos, realizando diversos passeios e experimentos científicos para investigar o Planeta Vermelho e enviar informações para os pesquisadores da NASA. Lançado em 2012, ele foi planejado para durar apenas dois anos, mas permaneceu funcional e a missão foi prolongada por tempo indeterminado. No entanto, a situação atual forçou a sonda a fazer uma pausa.

Marte é um planeta distante o suficiente para que a NASA não consiga controlar diretamente o Curiosity em tempo real. Assim, o rover recebe lotes de comandos e os executa. Mas para que esses comandos sejam enviados, o robô precisa saber exatamente onde ele está, quais são os objetos próximos, qual é a inclinação do solo, além do estado de todas as articulações do robô. Isso garante que o veículo espacial não sofra nenhum acidente.

Esta imagem mostra o braço do Curiosity estendido para realizar uma análise da rocha com o Espectrômetro de raios X de partículas alfa (APXS). O robô precisa saber o ângulo exato de cada articulação para se mover com segurança (Foto: NASA / JPL-Caltech)

De acordo com a publicação da NASA, o Curiosity armazena todos os dados de seus movimentos e posicionamento na memória, “coisas como a orientação de cada articulação, qual instrumento na extremidade de seu braço está apontando para baixo e quão próximo o APXS está do chão”. Ele também armazena o que sabe sobre o ambiente ao redor, “coisas como a inclinação da encosta, onde estão as grandes rochas e onde a rocha se destaca de maneira perigosa” e depois analisa essas informações “antes que qualquer motor seja ativado”. Se algo estiver errado, o motor permanece desligado.

Aparentemente algo deu errado durante as operações há alguns dias. Enquanto o veículo espacial executava uma série de comandos recebidos da NASA, perdeu o controle de sua localização e “congelou” para evitar danos, pois ainda não havia somado os dados mais recentes. Ele ainda está em comunicação com a equipe na Terra, no entanto.

Felizmente, o problema não é tão difícil de ser resolvido. A NASA desenvolveu um conjunto de instruções que serão transmitidos para a sonda. Quando os dados chegarem lá, eles informarão o Curiosity sobre sua posição e confirmarão seu estado atual. Isso deve permitir que o rover se recupere e continue realizando suas tarefas. A NASA também espera conseguir coletar dados sobre o que causou o problema.


Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: