Mercado fechará em 45 mins
  • BOVESPA

    112.341,99
    +1.052,81 (+0,95%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.997,81
    -39,24 (-0,08%)
     
  • PETROLEO CRU

    86,92
    -0,43 (-0,49%)
     
  • OURO

    1.791,40
    -38,30 (-2,09%)
     
  • BTC-USD

    36.167,19
    -1.608,16 (-4,26%)
     
  • CMC Crypto 200

    827,01
    +7,50 (+0,92%)
     
  • S&P500

    4.337,33
    -12,60 (-0,29%)
     
  • DOW JONES

    34.189,93
    +21,84 (+0,06%)
     
  • FTSE

    7.554,31
    +84,53 (+1,13%)
     
  • HANG SENG

    23.807,00
    -482,90 (-1,99%)
     
  • NIKKEI

    26.170,30
    -841,03 (-3,11%)
     
  • NASDAQ

    14.101,75
    -56,75 (-0,40%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,0359
    -0,0705 (-1,15%)
     

Falha na nuvem gera instabilidade em Amazon, iFood e Disney+

·1 min de leitura
***ARQUIVO***SÃO PAULO, SP, 21.08.2019 - Still de mão segurando um celular. (Foto: Gabriel Cabral/Folhapress)
***ARQUIVO***SÃO PAULO, SP, 21.08.2019 - Still de mão segurando um celular. (Foto: Gabriel Cabral/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Uma falha na AWS (plataforma de computação em nuvem da Amazon) gerou instabilidade em aplicativos e deixou páginas fora do ar na internet no início da tarde desta terça-feira (7).

Serviços como Amazon Prime Video, iFood, Disney+ e League of Legends estão entre os afetados. O serviço de nuvem da Amazon é o mais contratado no mundo.

Nas redes sociais, clientes reclamaram de páginas que não carregavam dentro dos aplicativos. No caso do iFood, relataram que nem o contato com a central de ajuda foi possível.

Procurada, a empresa não se manifestou até a publicação deste texto.

No site Downdetector, que monitora reclamações de usuários em todo o mundo, o pico de registros ocorreu por volta das 13h. O Brasil é um dos países com reclamações.

Operações e produtos da Amazon, como a Alexa, assistente virtual da empresa, tiveram problemas e ainda não foram completamente reestabelecidos.

Em uma página sobre o funcionamento da AWS, a empresa diz que identificou a raiz do problema e que "trabalha ativamente para a recuperação".

Procurada, a Amazon ainda não se posicionou sobre o assunto.

Em outubro, um apagão em serviços da Meta (matriz de Facebook, WhatsApp e Instagram) deixou fora do ar os aplicativos da companhia por mais de seis horas. Mais de 2,72 bilhões de pessoas ficaram sem acesso à época, o que prejudicou negócios e comunicações de todo tipo.

Nesta semana, o Procon-SP afirmou ter multado o Facebook em mais de R$ 11 milhões devido ao apagão global, em especial por causa do WhatsApp, aplicativo de conversa mais usado no país. O órgão acusa a empresa de má prestação de serviço.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos