Mercado fechado
  • BOVESPA

    130.091,08
    -116,88 (-0,09%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.908,18
    -121,36 (-0,24%)
     
  • PETROLEO CRU

    72,76
    +0,64 (+0,89%)
     
  • OURO

    1.855,70
    -0,70 (-0,04%)
     
  • BTC-USD

    40.147,46
    +138,92 (+0,35%)
     
  • CMC Crypto 200

    995,64
    -14,96 (-1,48%)
     
  • S&P500

    4.246,59
    -8,56 (-0,20%)
     
  • DOW JONES

    34.299,33
    -94,42 (-0,27%)
     
  • FTSE

    7.172,48
    +25,80 (+0,36%)
     
  • HANG SENG

    28.574,80
    -63,73 (-0,22%)
     
  • NIKKEI

    29.356,46
    -84,84 (-0,29%)
     
  • NASDAQ

    14.041,25
    +11,00 (+0,08%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1126
    -0,0053 (-0,09%)
     

Falha massiva deixou múltiplos sites e redes fora do ar

·2 minuto de leitura
Falha massiva deixou múltiplos sites e redes fora do ar
Falha massiva deixou múltiplos sites e redes fora do ar

Uma falha de sistema, identificada somente às 7h44 (horário de Brasília), e corrigida 12 minutos depois, fez com que uma série de sites internacionais sofresse com problemas de acesso e ficasse fora do ar durante toda a manhã. O problema causado em um dos principais provedores de rede de distribuição de conteúdo (CDN) do mundo começo por volta das 2h30, e afetou o desempenho de várias páginas bastante populares.

Entre os sites que ficaram fora do ar estavam CNN Internacional, Amazon, eBay, Twitch, PayPal, Spotify, Gify, Financial Times, The Guardian e Bloomberg. De acordo com o relatório produzido pelo Fastly, o problema, que na página foi identificado como “Degraded Performance” (desempenho degradado), afetou praticamente todas as regiões do mundo.

“Quando acontece um problema de rede, achamos que nossos clientes merecem uma comunicação clara e transparente para que possam manter a confiança em nossos serviços. O problema foi identificado e uma correção foi aplicada. Os clientes podem experimentar um aumento na carga de origem conforme os serviços globais retornam”, postou a empresa, sem, no entanto, entrar no mérito do que teria causado a queda.

Sites de governo também caíram

A falha que deixou diversas páginas fora do ar, desde veículos importantes de comunicação até redes sociais, também afetou os sites oficiais de governos pelo mundo. Entre os que apresentaram problemas podemos citar, por exemplo, o do governo britânico, que engloba vários ministérios e permite realizar procedimentos oficiais. O erro identificado foi o 503 (servidor indisponível).

imagem mostra mensagem de erro 503, que deixou sites fora do ar nesta terça-feira
imagem mostra mensagem de erro 503, que deixou sites fora do ar nesta terça-feira

Além dele, o site oficial da Casa Branca, certamente um dos mais protegidos do mundo contra qualquer tipo de ataque, também apresentou mensagem de erro, como a mostrada logo acima. Ambos, no entanto, já voltaram ao normal, assim como os sites de notícias e os demais que registraram problemas ao suporte da Fastly.

Via Android Authority e TechRadar

Imagem: Polina Zimmerman/Pexels/CC