Mercado fechará em 11 mins
  • BOVESPA

    110.204,37
    -3.378,64 (-2,97%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.970,40
    -628,13 (-1,22%)
     
  • PETROLEO CRU

    74,78
    -0,67 (-0,89%)
     
  • OURO

    1.733,50
    -18,50 (-1,06%)
     
  • BTC-USD

    41.559,29
    -1.572,68 (-3,65%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.025,68
    -31,47 (-2,98%)
     
  • S&P500

    4.355,18
    -87,93 (-1,98%)
     
  • DOW JONES

    34.308,08
    -561,29 (-1,61%)
     
  • FTSE

    7.028,10
    -35,30 (-0,50%)
     
  • HANG SENG

    24.500,39
    +291,61 (+1,20%)
     
  • NIKKEI

    30.183,96
    -56,10 (-0,19%)
     
  • NASDAQ

    14.803,00
    -391,75 (-2,58%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3356
    +0,0288 (+0,46%)
     

Fala de Bolsonaro contra Bruno Covas foi desleal contra quem sequer pode se defender, diz Ricardo Nunes

·1 minuto de leitura
***ARQUIVO***SÃO PAULO, SP, 05.07.2021 - O prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes (MDB). (Foto: Rivaldo Gomes/Folhapress)
***ARQUIVO***SÃO PAULO, SP, 05.07.2021 - O prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes (MDB). (Foto: Rivaldo Gomes/Folhapress)

TÓQUIO, JAPÃO (FOLHAPRESS) - Vice de Bruno Covas (PSDB) até a morte do então prefeito, em maio, Ricardo Nunes (MDB-SP) diz que o ataque feito pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) foi desleal.

"A cidade de São Paulo ainda sofre com a perda do prefeito Bruno Covas e com o sentimento da dor vê uma fala agressiva, desnecessária e desleal com quem sequer pode se defender, e sempre agiu corretamente no combate a pandemia", afirmou Nunes à coluna Painel, da Folha de S.Paulo.

Na semana passada, Bolsonaro criticou Bruno Covas durante conversa com apoiadores. “O outro, que morreu, fecha São Paulo e vai assistir a Palmeiras e Santos no Maracanã”, disse.

Em janeiro deste ano, Covas viajou para o Rio de Janeiro para ver a final da Copa Libertadores, no Maracanã.

Após receber críticas pela atitude durante a pandemia, ele foi às redes explicar o episódio e disse que, depois de "tantas incertezas sobre a vida", a felicidade de ir com o filho para ao estádio "tomou uma proporção diferente".

Aos 41 anos, Covas morreu em maio, cerca de quatro meses após a partida, em decorrência de um câncer.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos