Mercado abrirá em 1 h 10 min
  • BOVESPA

    126.285,59
    +1.673,56 (+1,34%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.344,11
    +433,58 (+0,85%)
     
  • PETROLEO CRU

    72,73
    +0,34 (+0,47%)
     
  • OURO

    1.827,00
    +27,30 (+1,52%)
     
  • BTC-USD

    39.649,77
    -1.112,42 (-2,73%)
     
  • CMC Crypto 200

    930,20
    +0,27 (+0,03%)
     
  • S&P500

    4.400,64
    -0,82 (-0,02%)
     
  • DOW JONES

    34.930,93
    -127,59 (-0,36%)
     
  • FTSE

    7.078,27
    +61,64 (+0,88%)
     
  • HANG SENG

    26.315,32
    +841,44 (+3,30%)
     
  • NIKKEI

    27.782,42
    +200,76 (+0,73%)
     
  • NASDAQ

    14.982,00
    -29,50 (-0,20%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,0814
    +0,0229 (+0,38%)
     

Facebook vai gastar US$ 1 bilhão para impulsionar criadores

·1 minuto de leitura
O Facebook e outras grandes empresas de tecnologia estão sob forte escrutínio por questões antimonopólio nos Estados Unidos e em outros países

O CEO do Facebook, Mark Zuckerberg, disse nesta quarta-feira (14) que a empresa investirá 1 bilhão de dólares em programas para criadores de conteúdo popular na rede social em 2022.

O anúncio é uma amostra dos esforços crescentes do Facebook para atrair e reter criadores enquanto compete com plataformas rivais, como TikTok, Clubhouse e YouTube, o último de propriedade do Google.

"Queremos construir as melhores plataformas para milhões de criadores viverem disso", afirmou Zuckerberg em uma publicação em sua página no Facebook.

"Portanto, estamos criando novos programas para investir cerca de 1 bilhão de dólares para recompensar os criadores pelo ótimo conteúdo que criarem no Facebook e no Instagram ao longo de 2022."

Ele também prometeu dar mais detalhes em breve.

O Facebook e outras plataformas online fornecem a artistas e outros criadores espaços para ganhar dinheiro com seus seguidores, ao mesmo tempo permitindo que as empresas de tecnologia lucrem com anúncios ou vendas online.

A iniciativa chega em um momento em que o Facebook e outras grandes empresas de tecnologia estão sob forte escrutínio por questões antimonopólio nos Estados Unidos e em outros países.

gc/rl/lda/gm/ic

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos