Mercado fechado
  • BOVESPA

    110.249,73
    +1.405,98 (+1,29%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.828,13
    +270,48 (+0,53%)
     
  • PETROLEO CRU

    70,51
    -0,05 (-0,07%)
     
  • OURO

    1.775,60
    -2,60 (-0,15%)
     
  • BTC-USD

    41.163,76
    -1.225,45 (-2,89%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.020,27
    -43,57 (-4,10%)
     
  • S&P500

    4.354,19
    -3,54 (-0,08%)
     
  • DOW JONES

    33.919,84
    -50,63 (-0,15%)
     
  • FTSE

    6.980,98
    +77,07 (+1,12%)
     
  • HANG SENG

    24.221,54
    +122,40 (+0,51%)
     
  • NIKKEI

    29.839,71
    0,00 (0,00%)
     
  • NASDAQ

    14.959,00
    -65,00 (-0,43%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1756
    -0,0035 (-0,06%)
     

Facebook trabalha na construção do 'metaverso', o 'Santo Graal' de Zuckerberg

·1 minuto de leitura
(Arquivo) O metaverso designa um espaço cibernético paralelo à realidade física, no qual uma comunidade de pessoas pode interagir na forma de avatares

O Facebook anunciou nesta segunda-feira a criação de uma equipe dedicada ao "metaverso", um "metauniverso" onde a realidade e o mundo virtual se fundem, em uma visão de ficção científica já existente em videogames.

O metaverso é o futuro da rede social, afirmou seu fundador, Mark Zuckerberg. "Minha expectativa é de que, em cerca de cinco anos, as pessoas nos vejam, antes de tudo, como uma empresa de metaverso", disse ao site especializado The Verge na semana passada.

A nova ambição do gigante californiano irá depender da sua divisão de realidade virtual e realidade aumentada, a Facebook Reality Labs (FRL), chefiada por Andrew Bosworth. Para a missão, a empresa recrutou especialistas do Instagram, Facebook Gaming e Oculus.

"A fim de alcançar nossa visão de metaverso, precisamos construir o tecido que conecta os diferentes espaços digitais, para superar as limitações físicas e podermos nos deslocar entre os mesmos com a mesma facilidade que nos movemos pelos cômodos de uma casa", explicou Zuckerberg hoje em seu perfil no Facebook.

O metaverso designa um espaço cibernético paralelo à realidade física, no qual uma comunidade de pessoas pode interagir na forma de avatares. O conceito foi desenvolvido pelo autor Neal Stephenson em um romance de ficção científica. "É o sucessor da internet móvel", apontou Zuckerberg.

juj/vgr/lm/yow/lb

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos