Mercado fechado
  • BOVESPA

    117.669,90
    -643,33 (-0,54%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    47.627,67
    -560,48 (-1,16%)
     
  • PETROLEO CRU

    59,34
    -0,26 (-0,44%)
     
  • OURO

    1.744,10
    -14,10 (-0,80%)
     
  • BTC-USD

    60.244,14
    +1.170,76 (+1,98%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.235,89
    +8,34 (+0,68%)
     
  • S&P500

    4.128,80
    +31,63 (+0,77%)
     
  • DOW JONES

    33.800,60
    +297,03 (+0,89%)
     
  • FTSE

    6.915,75
    -26,47 (-0,38%)
     
  • HANG SENG

    28.698,80
    -309,27 (-1,07%)
     
  • NIKKEI

    29.768,06
    +59,08 (+0,20%)
     
  • NASDAQ

    13.811,00
    +63,25 (+0,46%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,7625
    +0,1276 (+1,92%)
     

Facebook testa app para reintegrar ex-detentos à sociedade

Jillian Ward e Kurt Wagner
·1 minuto de leitura
Em junho passado, o CEO Mark Zuckerberg disse que queria que o Facebook começasse a desenvolver “produtos para promover a justiça racia
Em junho passado, o CEO Mark Zuckerberg disse que queria que o Facebook começasse a desenvolver “produtos para promover a justiça racia

(Bloomberg) — O Facebook está desenvolvendo um serviço para pessoas em transição da prisão para a sociedade, parte de um aparente esforço da empresa para criar mais produtos para comunidades marginalizadas.

Uma promoção para o novo software The Re-Entry App foi compartilhada no topo dos feeds de alguns usuários do Instagram na quarta-feira. A notificação, propondo ajuda na “preparação para a vida após a prisão com o apoio da comunidade”, pedia aos usuários que clicassem para ter acesso antecipado ao aplicativo e fornecer feedback.

Leia também:

“Temos explorado diferentes maneiras de ajudar a fechar lacunas enfrentadas por aqueles em comunidades marginalizadas em nossos aplicativos”, disse uma porta-voz do Facebook em comunicado. “Era apenas um teste interno e retiramos a notificação assim que soubemos que foi executado externamente por um curto período.” O Facebook costuma fazer experiências com ideias de serviços e aplicativos que nunca se materializam ou se transformam em outro projeto.

Em junho passado, o CEO Mark Zuckerberg disse que queria que o Facebook começasse a desenvolver “produtos para promover a justiça racial, e o Instagram tem uma equipe que desenvolve “novos recursos que atendem às necessidades de comunidades carentes”.