Mercado fechado
  • BOVESPA

    117.669,90
    -643,10 (-0,54%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    47.627,67
    -560,43 (-1,16%)
     
  • PETROLEO CRU

    59,34
    -0,26 (-0,44%)
     
  • OURO

    1.744,10
    -14,10 (-0,80%)
     
  • BTC-USD

    60.091,21
    -201,77 (-0,33%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.235,89
    +8,35 (+0,68%)
     
  • S&P500

    4.128,80
    +31,63 (+0,77%)
     
  • DOW JONES

    33.800,60
    +297,00 (+0,89%)
     
  • FTSE

    6.915,75
    -26,47 (-0,38%)
     
  • HANG SENG

    28.698,80
    -309,30 (-1,07%)
     
  • NIKKEI

    29.768,06
    +59,06 (+0,20%)
     
  • NASDAQ

    13.811,00
    +63,25 (+0,46%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,7625
    +0,1276 (+1,92%)
     

Facebook também vai permitir uso de chaves de acesso física nos smartphones

Felipe Demartini
·2 minuto de leitura

O Facebook anunciou nesta semana que as chaves de acesso físico também poderão ser usadas nas versões iOS e Android da rede social. Os dispositivos, comprados separadamente, servem como alternativa à autenticação em duas etapas, que deixa de depender de senhas enviadas por mensagem ou obtidas por aplicativos para utilizar os tokens reais, que devem ser utilizados para liberação do acesso.

Trata-se de uma camada de segurança extra para contas mais críticas, como aquelas pertencentes a políticos, figuras públicas, ativistas ou celebridades, por exemplo. Com a chave de acesso físico, nem mesmo uma clonagem de chips SIM ou a obtenção do próprio smartphone desbloqueado daria acesso ao perfil no Facebook, que seria liberado apenas com a conexão do token.

Uso de chaves físicas de segurança substitui apps e mensagens de autenticação em duas etapas, trazendo mais segurança a contas sensíveis no Facebook; modelos compatíveis com smartphones passam a ser aceitos pela rede social, além das alternativas para computador (Imagem: Divulgação/Facebook)
Uso de chaves físicas de segurança substitui apps e mensagens de autenticação em duas etapas, trazendo mais segurança a contas sensíveis no Facebook; modelos compatíveis com smartphones passam a ser aceitos pela rede social, além das alternativas para computador (Imagem: Divulgação/Facebook)

No anúncio da novidade, o Facebook não indica chaves de segurança específica nem fala em modelos, apenas afirmando que o item deve ser adquirido separadamente pelo usuário, do fornecedor que preferir. O ideal, de acordo com as melhores práticas, é que o gadget seja mantido em posse do utilizador durante todo o tempo, com a maioria das opções disponíveis no mercado sendo pequena o suficiente para ser colocada no chaveiro, por exemplo. O uso de dispositivos físicos não é novidade na rede social, mas até agora, estava disponível apenas no acesso por meio do computador.

As chaves podem se conectar ao smartphone por meio da entrada USB ou Lightning ou usarem métodos de conexão remota como Bluetooth ou NFC, de acordo com o modelo escolhido pelo usuário. Depois, basta seguir às configurações da conta, no smartphone, para configurar o acesso à rede social por meio da alternativa ainda mais segura à autenticação em duas etapas. No Brasil, tais dispositivos custam em torno de R$ 450.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: