Mercado fechado
  • BOVESPA

    106.296,18
    -1.438,83 (-1,34%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.889,66
    -130,39 (-0,25%)
     
  • PETROLEO CRU

    83,98
    +1,48 (+1,79%)
     
  • OURO

    1.793,10
    +11,20 (+0,63%)
     
  • BTC-USD

    60.190,75
    -1.032,24 (-1,69%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.453,34
    -49,69 (-3,31%)
     
  • S&P500

    4.544,90
    -4,88 (-0,11%)
     
  • DOW JONES

    35.677,02
    +73,94 (+0,21%)
     
  • FTSE

    7.204,55
    +14,25 (+0,20%)
     
  • HANG SENG

    26.126,93
    +109,40 (+0,42%)
     
  • NIKKEI

    28.804,85
    +96,27 (+0,34%)
     
  • NASDAQ

    15.324,00
    -154,75 (-1,00%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,5808
    -0,0002 (-0,00%)
     

Facebook suspende projeto do Instagram para crianças

·1 minuto de leitura

NOVA IORQUE - O Facebook anunciou nesta segunda-feira que vai suspender a criação da versão "kids" do Instagram, voltada para crianças com menos de 13 anos – idade mínima para usar o app atualmente. A decisão vem depois de uma enxurrada de críticas de especialistas.

Adam Mosseri, CEO do Instagram, escreveu no blog da rede social que desenvolver uma opção do app para crianças "é a coisa certa a se fazer" para dar mais controle aos responsáveis, mas que irá dialogar com pais, especialistas e reguladores antes de continuar.

"O Instagram e o Facebook vão reavaliar o projeto em uma nova data. Por enquanto, o Instagram vai continuar a focar na segurança dos adolescentes e avançar nos recursos que permitema supervisão dos pais", diz o texto.

A decisão foi anunciada semanas depois de reportagens do jornal americano "Wall Street Journal" revelarem documentos internos do Facebook, dono do Instagram, mostrando que a empresa sabia que o aplicativo causava danos a adolescentes.

A rede social teria conhecimento, por exemplo, que as postagens no app afetam a forma como adolescentes percebiam seus corpos, levando a obsessões por um padrão idealizado. A companhia diz que a reportagem deixou de mostrar um outro lado da pesquisa, que indicava pontos positivos do aplicativo.

Mosseri defendeu que as crianças já estão na internet e que o "Instagram Kids" não seria uma forma de atrair novos usuários, embora a nova versão esteja sendo desenvolvida para crianças de 10 a 12 anos.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos