Mercado abrirá em 4 h 9 min
  • BOVESPA

    111.539,80
    +1.204,97 (+1,09%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    45.682,19
    +897,61 (+2,00%)
     
  • PETROLEO CRU

    59,91
    +0,16 (+0,27%)
     
  • OURO

    1.725,90
    -7,70 (-0,44%)
     
  • BTC-USD

    50.661,00
    +2.072,90 (+4,27%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.015,30
    +27,20 (+2,75%)
     
  • S&P500

    3.870,29
    -31,53 (-0,81%)
     
  • DOW JONES

    31.391,52
    -143,99 (-0,46%)
     
  • FTSE

    6.693,30
    +79,55 (+1,20%)
     
  • HANG SENG

    29.880,42
    +784,56 (+2,70%)
     
  • NIKKEI

    29.559,10
    +150,93 (+0,51%)
     
  • NASDAQ

    13.170,25
    +115,00 (+0,88%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,8704
    +0,0083 (+0,12%)
     

Facebook supera previsões para resultado do 4º trimestre

·1 minuto de leitura
Ilustração do Facebook

BANGALORE, Índia (Reuters) - O Facebook anunciou nesta quarta-feira resultados trimestrais acima das estimativas dos analistas para a receita, com impulso do aumento nos gasto com publicidade das empresas durante a temporada de compras de Natal.

Os resultados validam a investida da empresa no e-commerce com o Instagram Shopping e o Facebook Marketplace, que acelerou no ano passado sob impulso dos impactos da pandemia.

A empresa lançou uma série de novos produtos de comércio eletrônico, como Facebook Pay e Facebook Shops, que permitem compras em todo o pacote de aplicativos da empresa, incluindo Instagram e WhatsApp.

Os usuários ativos mensais subiram 12%, para 2,8 bilhões, acima dos 2,75 bilhões esperados pelos analistas.

A receita total, que inclui principalmente a receita de publicidade, subiu para 28,07 bilhões de dólares no quarto trimestre, contra 21,08 bilhões um ano antes.

Analistas estimavam, em média, uma receita trimestral de 26,44 bilhões de dólares, de acordo com dados da Refinitiv.

O lucro líquido ficou em 11,22 bilhões, ou 3,88 dólares por ação, ante 7,35 bilhões, ou 2,56 dólares por ação, um ano antes.

(Por Chavi Mehta e Katie Paul)