Mercado fechado
  • BOVESPA

    105.069,69
    +603,45 (+0,58%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.597,29
    -330,09 (-0,65%)
     
  • PETROLEO CRU

    66,22
    -0,28 (-0,42%)
     
  • OURO

    1.782,10
    +21,40 (+1,22%)
     
  • BTC-USD

    47.620,89
    -9.284,93 (-16,32%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.367,14
    -74,62 (-5,18%)
     
  • S&P500

    4.538,43
    -38,67 (-0,84%)
     
  • DOW JONES

    34.580,08
    -59,71 (-0,17%)
     
  • FTSE

    7.122,32
    -6,89 (-0,10%)
     
  • HANG SENG

    23.766,69
    -22,24 (-0,09%)
     
  • NIKKEI

    28.029,57
    +276,20 (+1,00%)
     
  • NASDAQ

    15.687,50
    -301,00 (-1,88%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3953
    +0,0151 (+0,24%)
     

Facebook revela novo nome; veja aqui

·1 min de leitura
Facebook CEO Mark Zuckerberg
Alteração não muda em nada o nome da rede social, que continua sendo Facebook

(AP Photo/Paul Sakuma)

  • Mark Zuckerberg anunciou que Facebook mudará de nome 

  • A partir de agora, empresa se chamará Meta 

  • Interesse em construir metaverso e constantes denúncias contra a empresa levaram à tomada de decisão

O CEO do Facebook, Mark Zuckerberg, anunciou nesta quinta-feira (28) que a empresa mudou de nome e passará a se chamar Meta. A novidade foi divulgada durante o evento Facebook Connect.

A alteração não muda em nada o nome da rede social, que continuará o mesmo para os usuários, mas sim o da empresa-mãe, que detém o Facebook, Instagram e WhatsApp.

O interesse na mudança já havia sido revelado por uma reportagem do The Verge, que apontou dois motivos principais para a troca. O primeiro seria um sonho de Zuckerberg em transformar a companhia no principal nome do metaverso. O segundo teria a ver com as constantes denúncias apresentadas pelo governo americano, ex-funcionários e reportagens divulgadas pelo Wall Street Journal.

Leia também:

Em 2005, o Google tomou a mesma ação ao se reorganizar em um conglomerado chamado Alphabet, que inclui várias empresas, incluindo o próprio Google.

Futuro do Facebook está no metaverso

Em julho, Zuckerberg disse que o futuro do Facebook está no metaverso virtual, no qual os usuários viverão, trabalharão e se divertirão. “Nenhuma empresa será proprietária e operará o metaverso. Como a internet, sua característica principal será a abertura e interoperabilidade”, disse o post do blog do Facebook.

O metaverso, para quem ainda está se perguntando, é um conceito que mistura realidade aumentada e realidade virtual. Em muitos aspectos, acredita-se que seja o futuro da Internet.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos