Mercado fechado

Facebook revela alguns motivos que levam posts a terem distribuição reduzida

·2 minuto de leitura
Facebook revela alguns motivos que levam posts a terem distribuição reduzida
Facebook revela alguns motivos que levam posts a terem distribuição reduzida

O algoritmo do Facebook é guardado a sete chaves e a poucos detalhes sobre como a rede social classifica as postagens que são exibidas no Feed de Notícias ou até mesmo reduz a distribuição. No entanto, nesta quinta-feira (22), a empresa publicou uma página com “Diretrizes de distribuição de conteúdo”, que dá alguns detalhes sobre o que leva um conteúdo a ser rebaixado.

Funcionários e membros da diretoria do Facebook já haviam confirmado algumas dessas informações antes em eventos e apresentações, mas essa é a primeira vez que isso é adicionado em uma página oficial da rede social e fica disponível para o público geral.

Segundo a empresa, um fator determinante para o desempenho do Feed de Notícias é o que o público gosta de ver. Basicamente, determinados tipos de conteúdos que respondem bem ao público tendem a ter sua visibilidade ampliada pela rede social. Por outro lado, conteúdos desinteressantes podem ser rebaixados na plataforma.

Distribuição de posts no Facebook

Outro fator decisivo são os sites para quais os links direcionam. Se o site não agrada aos usuários, os links desse ambiente podem ter sua distribuição limitada no Facebook. Com “não agradar” estamos falando de anúncios inconvenientes que tampam a tela e são difíceis de fechar, problemas de carregamento, links quebrados e outras questões de construção dos sites.

Leia mais:

Ainda nesse tema, sites em que o conteúdo não é aquilo que o leitor espera também prejudicam a distribuição. O destaque aqui fica para os clickbaits, que atraem o usuário com postagens sensacionalistas que não são realidade. O Facebook ainda cita o exemplo de frases que geram expectativas falsas como “você não vai acreditar…” ou “você nunca vai adivinhar…”, ou de pontuação como letras maiúsculas e pontos de exclamação em excesso.

Fake news também são um problema na plataforma. Sites que já foram acusados de compartilharem notícias falsas ou são conhecidos por não serem confiáveis também tendem a ter seus links escondidos no Facebook e sua distribuição prejudicada. Também entram nesse critério questões de cópia de conteúdo de outra página ou postagens duplicadas.

“Queremos dar uma ideia mais clara do que achamos que é problemático, mas não vale a pena remover”, disse Jason Hirsch, chefe de política de integridade do Facebook, ao The Verge. Ele completou ainda dizendo que no futuro mais informações devem ser reveladas.

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos