Mercado fechado
  • BOVESPA

    122.979,96
    +42,09 (+0,03%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.789,31
    +417,33 (+0,85%)
     
  • PETROLEO CRU

    64,81
    -0,68 (-1,04%)
     
  • OURO

    1.867,90
    -0,10 (-0,01%)
     
  • BTC-USD

    40.869,05
    -4.158,92 (-9,24%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.132,77
    -120,37 (-9,61%)
     
  • S&P500

    4.127,83
    -35,46 (-0,85%)
     
  • DOW JONES

    34.060,66
    -267,13 (-0,78%)
     
  • FTSE

    7.034,24
    +1,39 (+0,02%)
     
  • HANG SENG

    28.593,81
    +399,72 (+1,42%)
     
  • NIKKEI

    28.135,31
    -271,53 (-0,96%)
     
  • NASDAQ

    13.192,00
    -20,00 (-0,15%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4302
    +0,0001 (+0,00%)
     

Facebook remove página de vilarejo histórico com nome que parece palavrão

Redação Finanças
·1 minuto de leitura
August 7th 2020: Bitche, France. Fortress Bitche. The citadel with impregnable bastions is located on a high mountain in Alsace.
Vilarejo francês leva o nome de Bitche e parece um palavrão em inglês
  • Uma confusão do Facebook fez com que um vilarejo tivesse sua página suspensa da rede social

  • O local histórico na França leva o nome de Bitche, quase um xingamento em inglês

  • Prefeito convidou Mark Zuckerberg para visitar o lugar

A página de um vilarejo histórico com um nome que é quase igual a um xingamento em inglês foi suspensa no Facebook. O prefeito da cidadela de Bitche, na França, disse que a suspensão aconteceu em 19 de março por supostamente violar as regras da rede social. As informações são do G1.

Leia também:

Para se comunicar com os moradores do local, a prefeitura criou outra página, mas agora com o nome de Mairie 57230, o código postal da cidade.

Um porta-voz da rede social disse que a página foi removida por engano e já está no ar novamente.

Visita de Mark Zuckerberg

Depois do ocorrido, o prefeito de Bitche, Benoît Kieffer, convidou o fundador, presidente e CEO do Facebook, Mark Zuckerberg, para visitar o local, que tem cinco mil habitantes.

Benoît Kieffer, prefeito de Bitche, também criticou o sistema de moderação da plataforma e disse que “o que aconteceu com a cidade de Bitche demonstra que as ferramentas moderadoras são insuficientes e limitadas, algo que só o olhar humano pode averiguar".