Mercado fechará em 20 mins
  • BOVESPA

    119.539,96
    -24,48 (-0,02%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.918,01
    +518,21 (+1,07%)
     
  • PETROLEO CRU

    64,80
    -0,83 (-1,26%)
     
  • OURO

    1.814,20
    +29,90 (+1,68%)
     
  • BTC-USD

    55.902,25
    -1.333,34 (-2,33%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.450,99
    -20,43 (-1,39%)
     
  • S&P500

    4.188,26
    +20,67 (+0,50%)
     
  • DOW JONES

    34.461,73
    +231,39 (+0,68%)
     
  • FTSE

    7.076,17
    +36,87 (+0,52%)
     
  • HANG SENG

    28.637,46
    +219,46 (+0,77%)
     
  • NIKKEI

    29.331,37
    +518,77 (+1,80%)
     
  • NASDAQ

    13.521,75
    +30,75 (+0,23%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3749
    -0,0520 (-0,81%)
     

Facebook registra lucro de 48% no 1º trimestre, e vê ações aumentarem

Paulo Amaral
·2 minuto de leitura
Facebook registra lucro de 48% no 1º trimestre, e vê ações aumentarem
Facebook registra lucro de 48% no 1º trimestre, e vê ações aumentarem

Os recentes problemas enfrentados com vazamentos de dados não influenciaram as ações do Facebook, que subiram 7% na bolsa de valores dos Estados Unidos nesta quinta-feira (29/04), reflexo imediato do lucro anunciado pela empresa no dia anterior. De acordo com o relatório mais recente, a empresa de Mark Zuckerberg registrou alta de 48% nos ganhos no 1º trimestre de 2021.

Os números apontaram para um aumento na receita entre janeiro e março, que fechou o período em US$ 26,17 bilhões (R$ 140,23 bilhões), com o lucro líquido crescendo 94% e chegando a US$ 9,5 bilhões (R$ 50,91 bilhões). Isso refletiu em um aumento de US$ 3,30 por ação (R$ 17,68).

Comparativo

O lucro líquido do Facebook no 1º trimestre de 2021 também foi bem acima do registrado um ano antes pela companhia. Na ocasião, entre janeiro e março de 2020, ele somou US$ 4,9 bilhões (R$ 26,26 bilhões), o equivalente a US$ 1,71 (R$9,16) por cada ação disponibilizada na bolsa de valores dos Estados Unidos.

De acordo com os analistas da consultoria especializada FacSet, o desempenho do Facebook no período foi acima das expectativas. As projeções indicavam que a empresa fecharia o 1º trimestre deste ano com receita um pouquinho menor, de US$ 23,73 bilhões (R$ 127,16 bilhões), e lucro líquido também menos expressivo, de US$ 2,35 por ação (R$ 12,59).

Segredo do sucesso

O Facebook, recentemente considerado uma das 25 melhores empresas para se trabalhar, afirmou, em seu relatório trimestral, que o aumento no lucro obtido no 1º trimestre pode ser creditado a dois fatores fundamentais: o aumento de 30%, em média, no preço médio dos anúncios e, também, à alta na impressão de anúncios veiculados, que foi de aproximadamente 12%. Os usuários ativos da rede social também aumentaram em março, saltando 10% e totalizando 2,85 bilhões no mês. Somando-se as outras plataformas da empresa, Instagram e WhatsApp, o número saltou ainda mais, para 3,45 bilhões.

Martin Garner, diretor de operações da CCS Insigth, consultoria especializada, analisou o relatório. “A cada mês agora vemos mais de um milhão de lojas do Facebook ativas, mais de 250 milhões de visitantes das lojas do Facebook e mais de um bilhão de usuários do Marketplace. A empresa planeja ganhar dinheiro com a publicidade envolvida nas compras, em vez de cobrar taxas de transação dos vendedores”.

Via Business Insider

Imagem: John Guccione/Pexels/CC