Mercado fechado
  • BOVESPA

    111.439,37
    -2.354,63 (-2,07%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.307,71
    -884,59 (-1,69%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,41
    -0,56 (-0,78%)
     
  • OURO

    1.750,80
    -0,60 (-0,03%)
     
  • BTC-USD

    47.194,90
    -647,95 (-1,35%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.180,74
    -44,79 (-3,65%)
     
  • S&P500

    4.432,99
    -40,76 (-0,91%)
     
  • DOW JONES

    34.584,88
    -166,42 (-0,48%)
     
  • FTSE

    6.963,64
    -63,84 (-0,91%)
     
  • HANG SENG

    24.307,74
    -613,02 (-2,46%)
     
  • NIKKEI

    30.500,05
    +176,75 (+0,58%)
     
  • NASDAQ

    15.295,75
    -30,25 (-0,20%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1906
    -0,0088 (-0,14%)
     

Facebook quer que você veja menos conteúdo político no feed

·2 minuto de leitura

O Facebook dará menos relevância para publicações relacionadas a política no Feed de Notícias. De acordo com uma descoberta do site Axios, a rede social toma a decisão seguindo o feedback de usuários, mas por enquanto limita a alteração aos Estados Unidos.

A novidade é mais um passo da gigante para minimizar o compartilhamento de conteúdo relacionado a política na plataforma. Em fevereiro, o Facebook experimentou reduzir o alcance de publicações relacionadas ao tema em vários países, incluindo o Brasil. De acordo com o site, o teste foi bem avaliado entre usuários e será expandido para mais regiões.

Depois disso, a luta contra a discussão política na rede continuou: em maio, o Facebook relatou que mais de 700 perfis foram apagados entre 2017 e 2020 em um pente fino contra contas acusadas de manipular informações. Um mês depois, os privilégios de perfis controlados por autoridades e políticos estavam na corda bamba, com a companhia planejando abrir caminho para moderação mais severa.

No atual esforço de minimizar a circulação de publicações sobre política, perfis legítimos podem acabar com audiência prejudicada. Contas de veículos jornalísticos dedicados ao noticiário político, por exemplo, alcançariam menos leitores com suas manchetes.

Impacto é maior nos mais atentos

Ainda que pareça ter um grande peso no Facebook, o conteúdo relacionado a política não é o mais popular por lá. Informações levantadas pelo CrowdTangle, serviço de propriedade da companhia, mostram que o engajamento de políticos com a comunidade é inferior ao alcançado por memes, entretenimento, música ou esportes.

Mesmo com menor relevância, publicações com conteúdo político têm capacidade de viralizar e causar estrago, especialmente em períodos eleitorais. A prova de que o Facebook reconhece o problema são as sucessivas adições da companhia em moderação, transparência e checagem de fatos nos países em que atua, como fez no Brasil em 2018.

A mudança de abordagem para o alcance de publicações afetará os usuários gradativamente. O intervalo também permite que essa notícia alcance administradores de perfis focados na divulgação de notícias sobre política para que se preparem para a mudança. Por enquanto, não há previsão para a implementação em outros países além dos EUA.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos