Mercado fechado

Facebook quer que Apple libere WhatsApp como app padrão para conversas no iOS

Rubens Eishima
·2 minutos de leitura

Com o iOS 14, a Apple cedeu um pouco de seu controle sobre o sistema operacional, permitindo que o usuário defina aplicativos de terceiros como opções padrão de navegador e cliente de e-mail. Agora, o Facebook quer que a empresa ofereça a mesma possibilidade para o serviço de mensagens, abrindo as portas para que Messenger, WhatsApp ou Instagram Direct substituam o Messages, opção nativa da Apple.

Stan Chudnovsky, executivo da rede social, argumenta que a obrigatoriedade do Apple Messages como o serviço padrão “não é justo” e que uma abertura como a disponível no Android permitiria uma competição mais igualitária.

Um argumento a favor do app nativo da Apple é que ele oferece criptografia para mensagens, e a empresa não deve ceder o controle de seu sistema tão cedo. Além disso, em países como os Estados Unidos, a solução integrada ao iOS é mais popular do que serviços de terceiros, diferente do que acontece no Brasil, dominado pelo WhatsApp.

Estratégia diferente

A estratégia da Apple é bem diferente da adotada pelo Google no Android, que já tentou emplacar o Hangouts como app padrão de mensagens e SMSs no sistema. O plano fracassou de tal maneira que o app acabou dividido em diversos serviços não relacionados — Hangouts Chat, Hangouts Meet, Hangouts Voice etc. Mesmo assim, o Google voltou com outro plano, lançando o app Mensagens, adotando o novo sistema lançado como o sucessor do SMS, o RCS, que também não emplacou.

O Facebook por sua vez trabalha para unificar seus diversos serviços de mensagens. WhatsApp, Messenger e Instagram utilizam sistemas que não conversam entre si, mas a empresa já deu sinais de que está desenvolvendo uma integração dos aplicativos.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: