Mercado abrirá em 32 mins
  • BOVESPA

    119.564,44
    +1.852,44 (+1,57%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.399,80
    +71,60 (+0,15%)
     
  • PETROLEO CRU

    65,13
    -0,50 (-0,76%)
     
  • OURO

    1.794,50
    +10,20 (+0,57%)
     
  • BTC-USD

    57.827,90
    +2.304,85 (+4,15%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.485,93
    +80,62 (+5,74%)
     
  • S&P500

    4.167,59
    +2,93 (+0,07%)
     
  • DOW JONES

    34.230,34
    +97,34 (+0,29%)
     
  • FTSE

    7.045,38
    +6,08 (+0,09%)
     
  • HANG SENG

    28.637,46
    +219,46 (+0,77%)
     
  • NIKKEI

    29.331,37
    +518,77 (+1,80%)
     
  • NASDAQ

    13.495,50
    +4,50 (+0,03%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4528
    +0,0259 (+0,40%)
     

Facebook quer lançar piloto de stablecoin ainda em 2021

Nicholas Pongratz
·3 minuto de leitura

A ONG suíça Diem Association (antiga Libra Association) planeja lançar um piloto com uma única stablecoin pareada ao dólar ainda em 2021. A associação é responsável pelo Diem, a moeda digital do Facebook.

Segundo a CNBC, o piloto do Facebook deve ter escala pequena e vai focar, no início, em transações entre clientes. Também poderá haver uma opção para que eles comprem bens e serviços. A proposta é bem mais modesta que os planos originais da rede social propostos em 2019.

A proposta original

A proposta de moeda digital original do Facebook foi apresentada em junho de 2019 com o nome Libra. Naquela época, o projeto tinha a ambição de ser uma moeda universal, cujo valor seria ligado a várias moedas nacionais como o dólar e o euro.

Por outro lado, o projeto recebeu forte oposição quase imediatamente. Devido à grande ambição de uma moeda universal e o enorme alcance do Facebook, banqueiros e políticos condenaram o projeto. Eles temiam que a moeda pudesse ameaçar a estabilidade monetária e facilitasse a lavagem de dinheiro.

Eles também se preocupavam se o Facebook iria priorizar a privacidade de seus usuários. Tais questões fizeram com que o projeto perdesse apoiadores de peso como Visa e Mastercard.

Ameaça ao domínio do dólar

Outra dúvida era se o projeto poderia ameaçar o domínio do dólar. A influência do projeto Libra já era sentida dois meses após seu anúncio.

Naquela época, o ex-gerente do Banco da Inglaterra, Mark Carney, propôs uma nova moeda digital que seria lastreada em uma cesta global de produtos, o que poderia minar a posição do dólar como a moeda usada nas reservas mundiais.

A manutenção dessa posição continua sendo, até agora, uma das maiores preocupações para legisladores americanos. Segundo a Bloomberg, o governo Biden está investigando com atenção o desenvolvimento do yuan digital na China.

Eles temem que a nova moeda possa ser usada para evitar sanções e afetar o domínio do dólar. Além disso, o diretor do FED, o banco central dos Estados Unidos, realçou o papel do dólar como motivo pelo qual a agência ainda não ter criado uma versão digital.

O próximo passo do Diem

A Libra foi renomeada como Diem e há conversas com o sistema de regulamentação financeiro da Suíça para assegurar uma licença de pagamentos. Este pode ser o primeiro passo para permitir que a nova moeda possa ser usada em pagamentos.

“Um dos grandes passos em nosso diálogo com reguladores é um lançamento em fases”, explicou o economista chefe do Diem, Christian Catalini. Ele acrescenta que:

“Nós vamos dividir funcionalidades diferentes e usar casos e aplicações em áreas distintas”

Segundo Catalini, os testes devem ocorrer com um número limitado de usuários assim que a permissão dos reguladores for concedida.

Conforme as criptomoedas ganham maior adoção e bancos centrais trabalham para criar suas próprias moedas digitais, o Diem deve se beneficiar do efeito de rede trazido pelos 2,8 bilhões de usuários mensais do Facebook.

O artigo Facebook quer lançar piloto de stablecoin ainda em 2021 foi visto pela primeira vez em BeInCrypto.