Mercado fechado
  • BOVESPA

    111.439,37
    -2.354,91 (-2,07%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.307,71
    -884,62 (-1,69%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,96
    -0,65 (-0,90%)
     
  • OURO

    1.753,90
    -2,80 (-0,16%)
     
  • BTC-USD

    48.505,75
    +1.215,91 (+2,57%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.193,48
    -32,05 (-2,62%)
     
  • S&P500

    4.432,99
    -40,76 (-0,91%)
     
  • DOW JONES

    34.584,88
    -166,44 (-0,48%)
     
  • FTSE

    6.963,64
    -63,84 (-0,91%)
     
  • HANG SENG

    24.920,76
    +252,91 (+1,03%)
     
  • NIKKEI

    30.500,05
    +176,71 (+0,58%)
     
  • NASDAQ

    15.282,75
    -226,75 (-1,46%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1994
    +0,0146 (+0,24%)
     

Facebook pode lançar carteira digital ainda em 2021

·2 minuto de leitura

Um concorrente e tanto pode entrar no mercado de carteiras digitais: o Facebook. A empresa pode estar próximo de lançar uma solução capaz de armazenar criptomoedas, segundo David Marcus, chefe da unidade de criptografia da companhia. A empresa está quase pronta para disponibilizar uma solução chamada Novi até o final de 2021, vinculada à moeda Diem.

Em entrevista ao The Information, conforme reproduziu o site TechXplore, o executivo afirma que a plataforma pretende apresentar o serviço de armazenamento de dinheiro junto com a nova moeda digital em desenvolvimento.

A carteira do Facebook pode chegar em 2021 (Imagem: Divulgação/Novi)
A carteira do Facebook pode chegar em 2021 (Imagem: Divulgação/Novi)

O Diem seria uma criptomoeda atrelada ao dólar, técnica conhecida como stablecoin, e teria na Novi a sua principal aliada de disseminação. Ambas são coisas diferentes e independentes, mas entregá-las juntas pode ser uma estratégia eficaz da companhia para atrair mais atenção e dar um empurrãozinho inicial para o ativo decolar.

Algumas empresas costumam disponibilizar moedas digitais em apenas um canal único para centralizar as vendas e controlar melhor a flutuação de preços. Essa pode ser a estratégia do Facebook para popularizar a sua carteira e assim obrigar o interessado a instalá-la em PCs ou celulares.

Diem é a moeda do Facebook que pode ser lançada junto com a carteira (Imagem: Reprodução/MercadoDiem)
Diem é a moeda do Facebook que pode ser lançada junto com a carteira (Imagem: Reprodução/MercadoDiem)

Em 2019, o Facebook anunciou desenvolver uma criptomoeda chamada Libra. Desde então, o projeto enfrentou resistência regulatória devido a preocupações com segurança e confiabilidade. Em dezembro de 2020, a Libra mudou seu nome para Diem e transferiu suas operações da Suíça para os Estados Unidos, como parte de uma "mudança estratégica".

Com o boom das criptos em 2021, a plataforma pode ter reforçado seus anseios em apresentar uma moeda mais estável e usada para transacionar coisas mais específicas. Resta saber qual será a "pegada" proposta e quais garantias o Facebook pretende oferecer ao mercado formal, afinal o que não faltam são opções mais rentáveis — e seguras — para investimento.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos