Mercado fechará em 3 h 7 min
  • BOVESPA

    118.339,02
    -1.307,38 (-1,09%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    45.079,59
    -46,12 (-0,10%)
     
  • PETROLEO CRU

    53,14
    -0,17 (-0,32%)
     
  • OURO

    1.865,40
    -1,10 (-0,06%)
     
  • BTC-USD

    31.632,44
    -1.869,66 (-5,58%)
     
  • CMC Crypto 200

    629,18
    -50,72 (-7,46%)
     
  • S&P500

    3.859,50
    +7,65 (+0,20%)
     
  • DOW JONES

    31.236,93
    +48,55 (+0,16%)
     
  • FTSE

    6.724,85
    -15,54 (-0,23%)
     
  • HANG SENG

    29.927,76
    -34,71 (-0,12%)
     
  • NIKKEI

    28.756,86
    +233,60 (+0,82%)
     
  • NASDAQ

    13.367,50
    +73,25 (+0,55%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,5203
    +0,1123 (+1,75%)
     

Facebook minimiza, mas dados capturados do WhatsApp ferem privacidade

Marcus Couto
·1 minuto de leitura
Apps de mensagens. (Foto: Chesnot/Getty Images)
Apps de mensagens. (Foto: Chesnot/Getty Images)

O ano de 2021 começa com novidades na política de privacidade do WhatsApp, e as mudanças deixaram muita gente irritada: mais uma vez, o Facebook irá usar dados pessoais para vender publicidade de forma mais efetiva em sua plataforma.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Finanças no Google News

Quem não aceitar as atualizações, que passam a valer a partir do dia 8 de fevereiro, deve desinstalar o app.

Em comunicado, a empresa tentou minimizar o alcance do monitoramento que será feito das atividades no aplicativo. Salientou que as mensagens seguem sendo criptografadas de ponta a ponta, ou seja, ninguém terá acesso ao conteúdo, nem a própria empresa – tudo segue mantido nos dispositivos dos usuários.

Leia também:

Mas uma olhada mais cautelosa nas novas regras revela que os dados que passam a ser capturados e monitorados pelo sistema do Facebook de criação de anúncios ferem, sim, a privacidade dos usuários.

Veja, a seguir, algumas dessas informações (todas giram em torno do perfil do usuário, e não do conteúdo das mensagens):

  • Número do telefone e dados de seu registro, como nome de usuário.

  • Informações sobre o aparelho utilizado, como marca e modelo, além da operadora.

  • Número do IP, valor que representa uma “localização” do usuário na rede.

  • Qualquer transação monetária realizada pelo usuário.

  • Números de contatos.

  • Atualizações de status.

  • Dados sobre atividade, como tempo de uso e momentos em que o usuário está online.

  • Foto de perfil.

Confortável em contar tudo isso pro Facebook? Em caso negativo, melhor começar a buscar uma alternativa.

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos

Siga o Yahoo Finanças no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube