Mercado abrirá em 9 h 50 min
  • BOVESPA

    95.368,76
    -4.236,78 (-4,25%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    37.393,71
    -607,60 (-1,60%)
     
  • PETROLEO CRU

    37,69
    +0,30 (+0,80%)
     
  • OURO

    1.878,40
    -0,80 (-0,04%)
     
  • BTC-USD

    13.258,49
    +41,20 (+0,31%)
     
  • CMC Crypto 200

    262,33
    -10,36 (-3,80%)
     
  • S&P500

    3.271,03
    -119,65 (-3,53%)
     
  • DOW JONES

    26.519,95
    -943,24 (-3,43%)
     
  • FTSE

    5.582,80
    -146,19 (-2,55%)
     
  • HANG SENG

    24.412,60
    -296,20 (-1,20%)
     
  • NIKKEI

    23.263,67
    -154,84 (-0,66%)
     
  • NASDAQ

    11.232,50
    +99,75 (+0,90%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,7397
    +0,0053 (+0,08%)
     

Facebook lança ferramentas de publicidade com foco nas eleições

Felipe Ribeiro
·2 minutos de leitura

As eleições no Brasil devem acontecer normalmente, porém, depois do período que era previsto. Entretanto, algumas empresas já se preparam para este período, que movimenta, e muito, a internet, principalmente as redes sociais. O Facebook decidiu iniciar os trabalhos com o lançamento de duas ferramentas para pesquisa e análise de publicidade sobre política ou eleições no Facebook e no Instagram: o Relatório de Transparência e a Interface de Programação de Aplicativo (ou API, em Inglês), ambas como parte da Biblioteca de Anúncios.

No Relatório de Transparência é possível visualizar rapidamente o total de anúncios sobre política e eleições criados no Brasil com um dos rótulos desde agosto de 2020, assim como o valor total gasto. É possível também ver as principais buscas na Biblioteca de Anúncios e filtrar os gastos por data, região ou anunciante, além de uma lista com os maiores anunciantes no último dia ou por intervalo de sete dias, trinta dias, noventa dias ou todas as datas.

Já com a Interface de Programação de Aplicativo (API) é possível criar pesquisas personalizadas de anúncios com palavras-chave personalizadas armazenadas na Biblioteca de Anúncios. Para ter acesso à API, é necessário confirmar identidade e localização, criar uma conta de desenvolvedor do Facebook e adicionar um novo aplicativo. Esse acesso permite pesquisar dados para todos os anúncios ativos e inativos sobre temas sociais, eleições ou política.

É importante lembrar que todos os anúncios sobre política ou eleições precisam passar por autorização expressa do Facebook em quaisquer plataformas e, claro, precisam estar de acordo com os Padrões da Comunidade, assim como as Políticas de Publicidade da rede social.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: